30 de outubro de 2007

Feitos num 8!...à mão do Senhor L!

Segue incólume a Dinastia do Dragão na Bwin, desta feita levaram menos tempo a resolver a contenda que aquele que levarei a dissecar as incidências da mesma. Defraudadas uma vez mais as melhores expectativas no que respeita ao timbre da oitava sinfonia, é bem verdade que pouco mais de 8 minutos bastaram para os Matosinhenses provarem o sabor agreste das vitaminas “L” e “T”, Lisandro, Lucho e Tarik foram, nessa dezena minutos, o expoente máximo de um recital de velocidade, boas envolvências ofensivas, enleantes desdobramentos e transições capazes de dinamitar a estratégia leixonense.

Levava a partida uma mão de minutos quando Licha, recolheu na cabeça da área adversária um corte defeituoso da defensiva forasteira (como no acreditar está o ganho), fez da velocidade arma e aliada a um fugaz ajeitar de bola com apêndice momentâneo do tronco, esgueirou-se pela esquerda e sem que o guardião Beto esboçasse intenção de oposição, disparou fazendo o 1º da conta pessoal. Bola ao centro, animavam-se as hostes azuis, e já Tarik serpenteava pelo último reduto forasteiro, prontamente assistido por Lucho, fazendo desse lance um dos momentos altos do jogo, levando inclusive Jesualdo ao delírio, capaz de o tirar do seu registo sério e catatónico. Quem pensou …é hoje!!!...que vamos aliar o resultado a exibição, enganou-se retumbantemente, mais uma mão de minutos e perdíamos umas das gazuas (Bosingwa), era o sinal de como o jogo tinha começado bem para lá do limite de velocidade permitido pela natureza fisiológica e seria também a antecâmara de que o ritmo baixaria, dali em diante a ordem era gerir, controlar pois novas batalhas se avizinham.

Com muitos adeptos ainda no registo da hora antiga, a sonolência do jogo ganhava aliados nas bancadas, permitindo-se a confraternização entre L. Lima e os associados postados nas traseiras do banco Azul e Branco. A formação comandada por Carlos Brito fora levada ao tapete e só não sucumbia ao KO por manifesta benevolência do anfitrião, esperava mais destes bebés, mas a verdade é que à excepção de uma enormidade de cantos conseguidos foram insípidos, falhos de ideias e até de vontade de por este Porto em sentido, uns chutões, agressividade excessiva em algumas entradas a destempo e sempre a dar no osso com a devida complacência do homem do apito e o intervalo chegaria.

Uma entrada de Dragão, um Bolatti, verde, cru, mas a quem o jogo não exigiu demasiado, deixando boa imagem podendo afirmar-se de futuro como mais uma opção credível, 45 minutos de Quaresma que parece de candeias as avessas com a magia e que vai despertando sentimentos antagónicos na plateia, vaiado por uns e aplaudido por outros vai forçando a nota até exaustão e exasperação colectiva. Adensava-se o mistério sobre o que nos daria a 2ª metade, mas os 1ºs minutos dariam apenas conta de um Leixões com mais bola, dando uma imagem mais condigna com o emblema que ostenta, mas sem que lhe fossem permitidas grandes veleidades por Stepanov, B.Alves, com R.Meireles por ora a tentar puxar o jogo e a correr kms e enorme em consecutivas recuperações de bola o jogo dos Portistas vivia agora a sombra de um ou outro rasgo individual, o Prof. dava minutos de descanso a Lucho, não sem que antes tivesse já feito a substituição da praxe, subtraindo Tarik ao jogo, permitindo a Postiga ganhar um pouco mais de ritmo…

Ia-se arrastando o jogo até que finalmente o Harry Potter lá desencantou um milimétrico centro e o Senhor “L” avolumava o score e confirmava a liderança como bota de ouro, ponto final e agora sem direito a reticências, o que acabara aos 8 consumava-se em definitivo aos 80...com os velhos do Restelo a porta mantêm-se a salutar exigência de mais e melhor e apenas no que todos parecem concordar é que de 3 em 3 a fuga para o Tri é por demais evidente, uma oitava sob o signo do 8, oito os pontos de avanço, oito os golos de Lisandro e oito os minutos precisos para resolver o desafio.

Azul Forte (+)

(+) Repetitivo, Licha, a juntar aos golos, trabalha que nem um escravo e sempre em prol da equipa.
(+) R.Meireles, foi na 2ª parte a unidade em melhor rendimento não se escusando a nada no trabalho de sapa na intermediária azul e branca.
(+) Stepanov e Bolatti, não fizeram exibições de encher o olho, o adversário também a isso não obrigou, mas o 1º vai ganhando espaço e P.Emanuel que se cuide que vai queimar banco outra vez, o 2º, aparte de um ou outro deslize em zona proibida, foi sério, capaz e mostrou qualidade de passe e iniciativa perante a parca oposição o que se apraz sempre registar para quem se pretende afirmar…perante o Tribunal Azul e branco deu boa conta de si.

Azul Esmorecido (-)

(-) Bem sei o jogo não obrigava a mais, mas o público paga para ver mais qualquer coisa e a 2ª parte devia ter tido um pouco mais de sal…Se L. Lima não joga num jogo assim, vai jogar quando, Sr. Prof.???
(-) Quaresma só porque exagera quando sente que as coisas não lhe saiem bem, nessas altura é preferível mesmo jogar pratico, a ansiedade é inimiga da magia.

Momento Arbitral

Vão dizer que sou doido, ok!!!...digam…mas viram o abalroamento sobre o Quaresma no limite da área matosinhense, de facto comparado com a placagem do Nilton ao avançado leiriense ou só por exercício demagógico quando comparado com as entradas de Gilles Bynia passa perfeitamente por carga de ombro.

6 comentários:

vermelhovzky disse...

Pois, pois, a conversa do costume. Também tu és como o teu chefe e dono deste blog, tens as palas de um burro. Comentários ao golo irregular que abre as portas da vitória nem vê-las. É cá uma isenção...

BRUNO ROCHA disse...

Ja ca me faltava o FDP...ouve-la kual é a parte do post "ajeita com apendice corporal" que nao entendes????Tu deves tre uma moral para falar de moral como o orelhas do teu chefe k nem numa assmbleia se atreve a falar...olha pra dentro do teu clube k de olhares pra cima ja te deve doer o pescoço...e com cada cabrão...!!!!

Paulo Pereira disse...

Ó meu grande filho da puta!

Lê lá isto: "fez da velocidade arma e aliada a um fugaz ajeitar de bola com apêndice momentâneo do tronco". Tá escrito, de forma eufemistíca, é certo, mas está. Curioso é k tu, grande defensor e paladino da verdade e isenção, até hoje proclames aos sete ventos k Katsouranis não fez penalty, no derby frente ao SCP. Seguindo essa lógica, claramente distorcida, d realidade, o Lisandro NÃO ajeitou a bola com a mão propositadamente. É k não sei se sabes, mas essa argumentação patética de justificar os inúmeros erros arbitrais a favor do SLB tem duas faces.

Agora, não posso é deixar de enaltecer o teu apego a este meu humilde blog, pois a tua comparência regular só comprova k és mesmo um daqueles estereotipos dos benfiquistas: mais do k o teu clube, o k mexe contigo é mesmo o Porto. Só assim compreendo essa tua obsessão com as cores azuis e brancas e o teu deleite por seres, sistematicamente, sodomizado verbalmente aqui...

Vá, vai lá contar os pontinhos de atraso, vai...

bruno kraque disse...

Grande jogo do Meireles hoje. Para quem fala mal dele, mais 1 prova. O Bolatti parece que NAO tem qualidades para jogar neste FCP senao suplente. Errou passes em terrenos de ALTO risco. Estamos numa fase boa, a jogar 1 pouquinho melhor, mas mesmo assim sem muitos golos. E ja agora estamos provocar AZIA tramenda em MILHOES de Tugas espalhado pelo Mundo fora. Por isso da-me 1 gozo TREMENDO. Esta semana vamos estar preparados para conversas tipo Apito Dourado e nao sei que. FORCA PORTO!!!

tiago pimentel disse...

Vão 8 seguidas, desta feita com enorme facilidade. Fossem todas assim e a nossa ansiedade andava controlada:)

Abraço,

Bruno Pinto disse...

O FC Porto continua a massacrar. 8 jogos, 8 vitórias, 8 golos do Lisandro, é obra!

Quanto aos árbitros, é verdade que o golo do Lisandro é precedido de mão, mas aquele penalty sobre o Quaresma... LOOL. mesmo com o golo hipoteticamente invalidado, o FC Porto ganharia de qualquer forma, tal foi o domínio ao longo de todo o jogo.

O mesmo não se poderá dizer do Benfica. Apesar de um penalty por marcar a seu favor (agarrão a Léo), o Binya teve duas faltas para vermelho. E convenhamos que a jogar com nove jogadores, nem o empate conseguia...

Mas eles lá continuam nas suas costumeiras queixinhas... LOOL Ridículos!!

Abraço.