10 de fevereiro de 2008

Dever cumprido!

TAÇA DE PORTUGAL - OITAVOS-DE-FINAL
Estádio Dr. Marques dos Santos, Sertã
Hora: 15:30
Árbitro: Lucílio Baptista (Setúbal)

FC PORTO: Nuno, João Paulo, Pedro Emanuel, Stepanov, Lino, Paulo Assunção, Raul Meireles, Kazmierczak, Mariano González, Farías e Tarik
Suplentes:Ventura, Castro, Cech, Bolatti, Hélder Barbosa, Lisandro e Rabiola
Treinador: Jesualdo Ferreira

Afastados os fantasmas das recentes eliminações precoces, o Porto deu mais um passo rumo à final da Taça de Portugal, vencendo na Sertã por uns esclarecedores 4 golos sem resposta. Já se sabia, à partida, que esta seria uma espécie de reedição do bíblico confronto entre David e Golias...

Apesar da voluntariedade e entrega dos jogadores do clube da terceira divisão, os azuis e brancos foram naturalmente mais fortes, cumprindo com a missão esperada. Com várias mexidas no onze inicial, o golo madrugador de Sektiuoi colocou os Dragões na rota da vitória, já decidida ao intervalo, com Farias e o polaco Kaz a colocarem um final nas pretensas veleidades do adversário.

A 2ª parte, em ritmo de treino, ainda trouxe novo golo do argentino Farías, a comprovar o óptimo momento que o avançado atravessa, e as estreias de Helder Barbosa e Rabiola. Bom ensaio, sem sobressaltos de maior, cumprindo-se o desejado: a poupança de peças fulcrais e a vitória, justa.

3 comentários:

AZUL DRAGÃO disse...

Missão cumprida .

Parabéns ao Sertanense !

Bruno Pinto disse...

Este ano o FC Porto só pára na final. Vitória esperada sobre uma equipa simpática. E Farías, depois das minhas dúvidas aquando da sua contratação, começa a fazer jus ao seu preço e cartel na Argentina. Tem assinado golos atrás de golos e alguns pormenores não enganam. Agora sim, temos boas opções para a frente de ataque, além dos três mais utilizados Quaresma, Tarik e Lisandro. E o Kazmierczak, compra que aprovei, até fez um golito. Ao contrário do que aconteceu nesta altura na época passada, vejo agora a equipa a crescer, prevendo-se que chegue à eliminatória da Champions em boas condições.

Anónimo disse...

muito suor e profissionalismo!
Aquilo no galinheiro é de rir, já ninguem se atrapalha com o descaramento.
Por onde andarás tu mizé?...
Amorim