8 de agosto de 2007

Novidades

Agosto será um mês de novidades aqui no burgo. Apalpado o terreno neste Mundo novo, depois da entrada na blogosfera em Abril, julgo ter chegado a hora de aumentar a qualidade do blog. Não que esse seja um objectivo que me atormente de alguma forma. Sei bem o que quero e o que esteve na génese da criação de (mais) um blog de tendência azul e branca. Nunca quis que este fosse O espaço de referência, nem muito menos que se tornasse apenas mais um blog. Gosto de escrever, adoro futebol e sou fundamentalista pelo Porto. A criação de um diário virtual era apenas e só uma mera questão de tempo. Servindo este espaço para a defesa intransigente dos ideais que sempre nortearam a minha vida desportiva, uma espécie de oásis onde os guerreiros portistas encontram um santuário, longe de ataques, escudados neste fervor que me consome diariamente, não se esgota contudo nisso.

E é aí que surge espaço para o blog ser algo mais. Será também aí que surgirão novas rubricas. Três, para ser mais exacto. Numa apresentação que faria as delícias de Gabriel Alves, um dos ícones afamados dos comentadores, ficam assim esmiuçadas as novas:

1 - Semanalmente, surgirá um espaço que fará, antes demais, as delícias de quem sofre do síndroma da Premiere League. Eu levanto uma mão, acusando-me sem pudor. F-A-N-Á-T-I-C-O! E tem quase duas décadas, este amor incondicional pelo célebre "kick and rush", desde uma célebre final de uma supertaça, entre o Leeds e o Manchester United. Foi, posso dizê-lo, amor à primeira vista. Um jogo trepidante, pleno de emoções, com um herói atípico: um francês arrogante, célebre por pontapear bolas e espectadores, ídolo do Leeds, marcador de 3 dos quatro golos com que venceram a taça, por um improvável 4-3. Sabem de quem falo? Eric Cantona, o "enfant terrible" de terras de Sua Majestade. A partir daí, não mais deixei de acompanhar, cada vez mais avidamente, os acontecimentos futebolísticos nas ilhas britânicas. Para dar cor a este mundo fascinante,
Pedro Oliveira, benfiquista de gema, 1,72 (acho eu), alguns quilos acima do peso ideal, treinador com provas dadas no FM, com melhor gosto clubista em Inglaterra - tal como eu, chelsiano convicto - e uma verdadeira enciclopédia no conhecimento de jogadores, capaz de competir com o "mestre jedi", Luis Freitas Lobo. Este sábado, dia 11, não percam a análise sobre o que nos espera, nos próximos meses...

2 - Porque nem só da minha opinião vive a realidade portista, porque não dar voz também a outro adepto, talvez menos virulento no fanatismo com que encara a realidade portista, mas com consciência crítica, numa voz muitas vezes incómoda. Acreditem no que vos digo, ele não faz prisioneiros, zurzindo em tudo o que lhe parece mal. Politicamente incorrecto. Apesar do contrato ainda não estar fechado, pretendo uma análise semanal da exibição portista, semana após semana, na caminhada para o tri.

3 - Mensalmente, a terceira novidade surgira também pela pena de Bruno Rocha, cujas qualidades já foram dissecadas no ponto prévio. Como a actividade dele não se circunscreve ao futebol de 11, sendo inclusivé um treinador encartado no futsal - conhecido nos meandros pelo Special One - será sobre essa actividade em franco crescimento que versará o artigo. A minha única ingerência: ele que faça os malabarismo que quiser, mas aqui, neste Eden portista, as proezas dos rosinhas do pavilhão não seram motivo de notícia.
Bruno Rocha, 1,71 de altura, anhh...pois...peso não sei bem, mas deve andar entre o 9º e o 10º furo do cinto, capaz de dar lições tácticas a Paulo Bento e Cª, pertencente ao clã do Dragão, brevemente, num artigo perto de si...

Neste último caso, as negociações estão difíceis, tenho que confessar. Já tentei de tudo. Literalmente. Avancei com o "cafézinho com leite", passei para tácticas mais agressivas, com recurso a "fruta" importada, mas nada parecia demover o Bruno, na sua renitência em passar a ser um "paineleiro" cá no blog. Até que, numa desesperada tentativa, fui murmurando, cada vez mais preocupado, os possíveis parceiros de escrita. Dizia o Bruno, do outro lado da linha telefónica:

"Hummm, esse não, pá...esse é todo SLB...com esse não alinho...", e eu avançava com novo nome...

"Porra, esse ainda é pior. Tá feito com os gajos...parece que não vês bem as coisas...". Suspirava eu, com uma paciência que faria inveja ao Dalai Lama...

"Ah, o Pedro...o Pedro pode ser...". Tava desfeito o tabu. Pelo menos até a Morgadinha analisar as escutas resultantes desta conversa...

4 comentários:

jorge almeida disse...

Ena, só novidades. Escusavas era de por um vermelho a escrever, mas pronto:)

tiago pimentel disse...

Eh eh eh! Achei hilariante essa transcrição das ecutas telefónicas:)

Venham de lá essas novidades. Cá estaremos para opinar de seguida.

Um abraço,

lucho disse...

Paulo o teu blog já é uma referência da blogosfera azul e branca, mas está mais q visto q o teu horizonte tende para o infinito. Queres sempre mais. Um abraço.

bruno sousa disse...

Tá porreiro. Gosto dessa tua facilidade de escrever. Agora com uns ajudantes, aposto k vais ficar de papo pro ar:)
Ainda bem k já elucidaste um deles: não há cá noticias sobre os rosinhas de futsal. Eu até gosto e acompanho e por isso parece-me k será uma rubrica engraçada.

Esperemos!