24 de março de 2008

À espera...

Findas as festividades pascais, com os excessos gastronómicos a pesarem no semblante de cada um, inicia-se nova semana, com o Porto a preparar a deslocação a Belém. A contagem decrescente, rumo à tão desejada e ansiada festa, terá novo capítulo. É caso para dizer que "cheira a título"...

Conquistá-lo no próximo fim-de-semana será uma tarefa difícil. Não que a confiança nos Dragões tenha sido abalada pela paragem. Nada disso. Só que, para matematicamente se proclamar que o FCP é o novo campeão nacional, não basta um triunfo dos comandados de Jesualdo. A conquista dos 3 pontos, já de si difícil pela valia dos homens de Jorge Jesus, poderá não bastar para soltar já os foguetes...

Seria necessário uma conjugação cósmica de factores, que passaria pelas derrotas caseiras dos actuais perseguidores, para que a festa saisse à rua. Mas nós, portistas, pacientes, sabemos aguardar. Existe lá sabor melhor do que comemorar o TRI em nossa casa?

Assim, sem qualquer ponta de pressão, assistiremos a um jogo interessante, no Restelo. Os da casa, num esforço titânico para recuperarem os pontos perdidos na secretaria, ainda almejam um lugar de acesso à Europa. Os azuis e brancos já estão avisados. Ali, onde o Porto costuma prestar homenagem a um dos símbolos do clube da cruz de Cristo, é raro alguém sair a sorrir. Sporting e Benfica sentiram na pele o travo amargo da derrota.

Neste fim-de-semana enfadonho, onde a competição esteve parada, à excepção da novel prova da Liga, deu para perceber, mais uma vez, a falta de senso nas chamadas à Selecção, por parte de Scolari. Rui Patrício, até agora pouco mais do que um guardião mediano, com graves erros a apontar que custaram pontos ao seu clube, recebe uma prenda antecipada, com a chamada a envergar as cores nacionais. Enquanto isso, semana após semana, continuamos a assistir a belas exibições de Beto, guarda-redes do Leixões, ou de Eduardo, o novo herói sadino...

Como não vale mais a pena gastar tempo a falar do seleccionador nacional, resta-nos continuar a contar os dias, até voltarmos a sorrir.

Por cá, à falta de melhor assunto, vamos assistindo à preocupação crescente de José Manuel Delgado quanto à escolha do futuro treinador dos encarnados. Seja a ser comovente a forma como o escriba pouco isento lança elogios a Rui Costa, agora empossado de nova esperança benfiquista, uma espécie de D.Sebastião, que irá resgatar o clube do opóbrio. Pelos vistos, ainda existe alguém com esperanças na salvação de um naufrágio anunciado. É que aquele clube que Artur Jorge, com toda a propriedade, chamou um dia de Circo, é actualmente um barco à deriva, comandado por um lunático fanfarrão, incapaz de se aperceber que a água ameaça submergi-los, tamanhos são os dislates

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

E também podemos assistir à troca de mimos entre o dito Delgado(freteiro) e o Rui Santos( o novo grande pensador do futebol português, ah, ah, ah,...)por causa do treinador do Benfica, que continuo a pensar será o Scolari.
Nós tranquilamente temos de pensar em ganhar em Belém para fazermos a festa com o Estrela.
Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Paulo :

Por minha vontade o F.C.PORTO só deveria ser Campeão ( nas vésperas do jogo contra o Benfica ) no Dragão!

Portuense-Portista disse...

Tal como disseste, não há nada como festejar o tri em casa, e se fosse frente ao Benfica e com goleada então melhor sabor tinha.
Já o Scolari, o mesmo de sempre, casmurro e com as piores escolhas. Às vezes pergunto-me, será que ele vê os jogos da liga portuguesa? É que cá há muitos "mininos" bons e prontos a servir a selecção.
Se ele fosse para o Benfica, o que não me surpreenderia, era capaz de ser uma boa noticia.
Adicionei o blog.
Abraço.

Anónimo disse...

Andas a delirar....

Não comentas a ida a julgamento do ""fruteiro das antas"" ???

Paulo Pereira disse...

Meu caro anónimo,

Realmente, a cobardia esconde-se na sombra, sem rosto visível, como parece ser o teu caso...

Acredito k, para ti e para outros pobres de espírito, hoje seja um dia de júbilo. Efectivamente existem notícias que, por momentos, vos fazem fugir da mediocridade desportiva onde estão atolados...

Não pretendendo fazer deste espaço um local de debate com a escumalha, confesso não saber bem quem será o teu presidente. Pode não ser aquele que toma café com árbitros, mas poderá muito bem ser um dos k os presenteia com peças de cristal...

Ou então, talvez, quem os escolhe, a seu bel prazer e em tom debochado, numa conversa de pé de orelha, mostrando uma impunidade obscena, própria de quem sabe que tem tudo controlado...

Histórias, dirão alguns. Pois. É algo que pode ser corroborado pelo já famoso Mr. King. E não, este não é o Eusébio. É mesmo um árbitro, aliciado com putas, em português vernacular, em jogos disputados em...Lisboa...
Hábitos enraizados, k se custam a perder. Vai-vos valendo ter algumas pessoas, nos loocais apropriados, para tentarem uma vendetta particular...

Poderia haver muito para dizer. Mas não há. A verdade, essa, é incontornável. Está a 16 pontos de distância. Chega?