1 de fevereiro de 2008

Cantaremos por T(r)i!

Mais uma vez, como é hábito, a antevisão do jogo do FCP é dissecada pelo expert Bruno Rocha...

"É ainda aziado com o desfecho de Domingo em Alvalade, onde os Deuses do futebol estavam loucos só assim se explica uma equipa chegar ao fim do jogo merecedora de vitória por largos números acabe derrotada pelos eficazes leões, em bom futebolês “Nunca havia perdido um jogo que merecesse golear”. Sempre adepto da sabedoria empírica daqueles que por cá andam a bem mais tempo que eu…

Águas passadas não movem moinhos e de vitórias morais ficou o Dragão cheio. Após fartas dissertações sobre méritos e deméritos, próprios e alheios, segue-se a recepção aos Leirienses, e se em teoria é um adversário querido para a reabilitação dos Azuis e brancos tenho para mim que tais excessos de confiança ainda se mostrarão nefastos no desenrolar do jogo.

Os da cidade Liz refastelados com o sabor da vitória visitam o anfiteatro azul de moral em alta, não só pelos 3 pontos angariados frente a Briosa, mas também por terem sido obtidos frente a Domingos um ex- técnico e pela 1ª vez levar de vencidos os academistas no Magalhães Pessoa num sempre apetecível derby da zona centro. Os comandados de Vítor Oliveira tem no palco dos portistas de fazer pela vida, uma derrota significa ver esfumarem-se a cada jornada a hipóteses de manutenção entre os melhores emblemas da Bwin, o experiente técnico habituado a estas andanças do sobe e desce sabe que não é nestes jogos que se ganha o direito a permanência, mas um pontinho seria um alegre condimento para o reforçar da estratégia de retoma e manter o sonho vivo. Desconheço por inteiro a capacidade deste Leiria em termos técnicos quer tácticos, deles realço a agradável surpresa que foi a sua participação nas provas uefeiras, a debandada de alguns jogadores neste mercado de inverno bem como o regresso de outros já conhecedores dos cantos a casa, no mais são noticia quando essa figura João Bartolomeu o presidente abre a boca.

No que aos Dragões diz respeito haverá pouco a dizer, depois do repto lançado pelo mister Jesualdo no flash interview de Alvalade, onde garantiu que os seus comandados a serem capazes de mostrar aquele futebol dificilmente perderiam contra qualquer adversário, resta esperar que a profecia se mantenha sabendo-se de antemão que não há 2 jogos iguais. Depois da nuance táctica frente aos viscondes que apenas teve o ónus de justificar o injustificável não se espera que essa roupagem do onze se repita, espero que ao relvado suba um 4*3*3 sem variantes onde apenas tenham lugar aqueles que melhor interpretam tal esquema. A pressão dos só 8 pontos deve funcionar como factor integrante de Farias que deixou bons apontamentos nas últimas incursões pela equipa portista. Aguardo com expectativa a exibição, mas também a reacção do tribunal do Dragão no acolhimento aos que ostentam as nossas cores, em particular para com Quaresma, atravessar a sua fase mais critica e por isso sempre susceptível de se configurarem novos capítulos desta infindável novela de enfant terrible.

Ecos da blogosfera perspectivam um apoio massivo dos adeptos portistas e é certo que todos seremos poucos no apoio aos nossos bravos, um estádio cheio seria de todo aprazível, renovar e recrutar entre as nossas hostes infindável apoio. Lembro-me da era Mourinho onde após um desaire caseiro frente a uns Helénicos as bancadas se despediram da equipa com uma enorme ovação de crença e confiança. È impensável que apesar da boa época e da enormidade de títulos conquistados se deixe a ideia que a massa adepta esta dissociada dos jogadores. Que faríamos então se vivêssemos o jejum instalado lá para a Capital?!?!!?

Infelizmente dada a minha condição de mister de Futsal não acompanharei tão de perto as incidências do desafio, e ainda que desfasado e pouco convivente com o apoio das nossa claques, estou em crer que seremos nos a levar esta equipa por trilhos dantes caminhados rumo a destinos conhecidos, onde a magia de Harry Potter , os golos de Lisandro o coriáceo ultimo reduto azul, a elegância de Lucho e abnegação laboriosa de Meireles e Assunção fará fervilhar o Dragão de frutuosas emoções e no fim para alem da vitoria um só sentimento….

CANTAMOS POR TI, VENCESTE POR NÓS!!!!!!!....para tal aposto no onze apenas com alteração de Farias por Cech.

Bruno Rocha"

1 comentário:

carlos soares disse...

Penso que o Jesualdo devia dar descanso ao Helton e por o Nuno a jogar, eu gosto do Pedro Emanuel, mas quando apanha um jogador rápido pela frente, falta-lhe pernas...penso que o João Paulo seria uma boa alternativa! Com o trio atacante Quaresma, Lisandro Lopez e Farias, podendo até entrar o Helder Barbosa. O Raúl Meireles, nota-se que anda cansado e talvez seria uma boa solução ir para o banco neste jogo e apostar no Castro, que eu conheço de o ver jogar, é sem duvida grande jogador!