24 de outubro de 2007

Vou começar a ver golfe...

competição: champions league
resultado: marselha, 1 - porto, 1
marcadores: 1-0 (niang), 1-1 (lucho, gp)

...O meu coração agradece! Que raio, o futebol tem destas coisas, já se sabe, mas para aqueles mais incautos, devia vir embrulhado como nos maços de tabaco, com o aviso em letras garrafais: "prejudicial à saúde" ou "isto pode matar".

Convenhamos que o resultado encerra algo de justiça divina. Ou se quiserem, para os ateus, de justiça poética. Andamos nós, os portistas, semanas a fio a discutir os méritos de uma equipa que só vence, criticando um pouco de tudo. O fio de jogo, a parca espectacularidade, a pretensa falta de controlo das partidas, a míngua de golos marcados. Tudo tem servido para atiçar o debate na blogosfera de tendência azul e branca, com os adjectivos empregues a serem pouco abonatários em relação a Jesualdo e seus rapazes. Hoje, provavelmente na melhor exibição da época, tivemos tudo aquilo que queríamos: domínio brutal do jogo, perfeição nas movimentações, excelentes lances de futebol, espectáculo em toda a linha e várias oportunidades de golo. Mas, para castigar os ímpios portistas que nunca estão satisfeitos com nada, os deuses do futebol nada quiseram connosco. Mostraram-nos a melhor face de um Porto "vintage", mas castigaram-nos com o que de pior pode macular uma exibição destas: a falta de golos, punição extremamente cruel para quem merecia sair do Velodrome com os 3 pontos.

A eficácia letal que tem caracterizado este Porto versão 2007/08 falhou redondamente hoje. Com uma ajudinha extra, é certo, mas mostrando que a versão europeia do Dragão só poderá almejar o sucesso quando tivermos um avançado mortífero. E não temos. Pelo menos para já. Se os lances de Raul Meireles [brilhantes ambos na execução] podem ser apostrofados com o fatídico encontro com o azar, essa personagem sempre omnipresente, existem lances que podem definir um jogo e uma competição. Muitas vezes é apenas isso que separa a linha ténue entre a alegria colossal e o fracasso amargo. Postiga, por duas vezes, fez o mais inacreditável, falhando clamorosamente quando tinha tudo para facturar e seguir aquilo que parecia destinado no seu código genético: brilhar...

Todos nós teremos, por certo, recordações de jogos assim. A vitória ali, ao alcance da mão, parecendo tão fácil alcançá-la e, quando damos por isso, sofremos um golo. O jogo de hoje é bem o estereotipo dessas partidas. Dominado, o Marselha tem um movimento de desequilibrio e alcança um golo que não merecia. Confesso que levei as mãos à cabeça. Por momentos, tudo parecia perdido. Valeu o penalty e a reacção final, não nos conformando com o empate. O Porto merecia mais, mas nem sempre os deuses da fortuna nos sorriem...

Com a derrota do Liverpool na Turquia, os dois jogos no Dragão, frente ao Besiktas e aos franceses, são de crucial importância. 6 pontos e o Porto segue em frente. Um deslize e a continuação na prova fica seriamente ameaçada.

Deveria terminar com os melhores e piores. Custa-me eleger alguém. Gostei [mais uma vez] da combatividade de Lisandro, dos malabarismos de Quaresma, da abnegação de Paulo Assunção, da clarividência de Raul Meireles, da calma imperial de Stepanov. São merecidos os elogios? Não sei, mas experimentem escrever uma crónica após uma tainada, bem regada com várias garrafas de tinto e uns digestivos no final. Até eu fui ludibriado pelos vapores etílicos:

- "Porra, não devia ter bebido tanto!", comentei no início da partida, para um dos companheiros de repasto.

- "Então porquê, pá?", perguntou ele, mais alegre do que o normal.

- "Já não estou a ver bem", confidenciei.

- "Anh?", e a voz dele denotava algum alarme.

- "Tou a ver o Porto a correr muito e a jogar bem..."

- "Mas o Porto está MESMO a jogar bem..", afirmou ele peremptório, com uma nota de acusação no timbre, pela minha dúvida acerca das capacidades da equipa.

Pronto. Eu penitencio-me. Jogamos mesmo bem. Mesmo com alcool a mais.

14 comentários:

carlos soares disse...

Eh eh eh! Paulo, não foi o alcool que te enganou. O Porto jogou bem e como dizes provamos o inverso do que se tem discutido. Hoje não se ganhou, quando mereciamos amplamente. Noutras ocasiões mereciamos bem menos e fomos letais. O que é que se pode fazer?
Mudar para o golfe é que não:)

bruno sousa disse...

Amaldiçoei os postes. Caramba, duas quase seguidas, mas o Jesualdo hoje esteve bem, ao apostar no dominio total do jogo. Pena a aposta falhada no Mariano. E eu a pensar no Vieirinha ou no Helder Barbosa. Quem raio é que avalizou a contratação do tipo, afinal?

Paulo Pereira disse...

Bruno,

Isso nem importa muito, mas o Mariano está cá por empréstimo. E pelo que se tem visto, ainda bem que não se contratou o tipo:)

amorim disse...

nada se perdeu no descanso para o scolari, bom jogo e muito galo.
Tá a ser dificil motivar um jogador da categoria do Mariano, unico a passar ao lado de mais uma bela demonstração de futebol, dada pelo FCPORTO por essa europa fora

BRUNO ROCHA disse...

Oh Paulo, sorte a tua uma noite bem passada e melhor regada e ainda com a fortuna de teres visto bom futebol...Eu não vi o jogo por imperativos associados ao facto de ser Pai(Gustavo esta doente 40 de febre)...Ouvi entao pelo radio a caminho da farmacia parte da 1ªparte e confirmo o bom futebol no resumo..depois balde de agua fria ao saber da desvantagem e digo ja nao acreditei que arranca-se-mos pontos do Velodrome..apos algumas tempo de espera na urgencia do Hospital em Aveiro, lka chega a boa nova que afinal os Dragoes haviam minimizado estragos e o empate fora o mal menor, logo a seguir a noticia dos maus lencois do Liverpool o que so nos deixa uma saida, ganhar os 2 jogos no Dragao qualquer precalco associado ao facto de o Liverpool ganhar o que resta da sua campanha e o Marselha ser bafejado com a sorte uma vez mais na visita a Turquia deixa-nos em apuros ou a ter de arrancar uma portentosa exibicao em terras dos Red's...Destaques para mim e so pelo resumo e ja com base em comentarios radiofonicos..toda e equipa, mas de saudar o regresso de Postiga apesar de perdulario pareceu querer lutar por algo mais que o ostracismo a que tem sido vetado...toda a mecanização ofensiva e todo o imperialismo do sector defensivo com destaque para Stepanov so manchado pelo erro de abordagem ao lance do golo marselhes..nao se pode deixar antecipar dakela forma..No mais fico contente com a disponibilidade demonstrada pelo sector intermedio destaco R.meireles e com os indices fisicos dos laterais que a contas com lesoes e defices de trabalho se apresentaram em bom plano...Lucho um portente de afirmaçao e calma no bater do penalty, cinco iguais contra o fatima e ainda andava-mos na Carlsberg..
Duas tres notas sobre algo mais que o jogo pareceu demonstrar, tarik nao entrou agora que acabou o ramadao, mariano novamente ao lado do jogo..lisandro que apesar da veia goleadora interna nao marca na Champions e Jesualdo desta feita audaz quanto baste para nao perder...eu pelo que ouvi e vi (Tv) eu gostei...kaunto ao que escreves sobre tudo o que temos criticado e escrito sobre o Porto e sobre espetaculo ta visto o k interessa mesmo é o resultado ...esse é k nos deixa a falar seja do k for..

Abraço

pedro gonçalves disse...

Sr. Prof. Jesualdo: a audácia foi premiada, como normal/. acontece, ainda k c/ um penalty inexistente. Sou do Porto e afirmo-o s/ dúvidas. Mas tb digo k merecemos ganhar. Qt a colocar o Postiga acho bem, pq defendo k o Lisandro não é ponta de lança. O Porto apesar do azar, poderia ter logo acabado com o jogo. Assim como já o critiquei, hoje digo k foi algo mais Audaz. A questão não é do Postiga. É quase como o ex da selecção: nem k seja o Makukula. Temos é de jogar c Ponta de Lança. Viva o Porto!

Nelson Gonçalves disse...

Gostei do F.C. Porto. E tb gostei da atitude do nosso treinador, ao colocar (2ª parte) um ponta de lança (seja ele quem for, tem de jogar p ter ritmo competitivo) e um médio mais criativo. Eu sei k não se pode ter tudo e k o melhor ataque começa por uma defesa sólida. Mas temos de arriscar mais, na minha modesta opinião. Parabéns Prof. Jesualdo e parabéns aos jogadores. Viva O F.C. PORTO

lucho disse...

Pois Paulo, acho q viste bem o jogo, mesmo com o tintinho bem absorvido:) o Porto jogou mesmo bem mas desta vez n se ganhou, mas fiquei contente com o resultado, é positivo!! Acho q n vai ser preciso pontuar em Anfield, mesmo considerando q o Porto tem potencial para tal...
Abraço

bruno tribbiani disse...

desta vez sim!
houve futebol!!

http://orgulhotripeiro.blogspot.com/

zé luis disse...

Adorei a 1ª parte do FC Porto, apesar de Mariano Gonzalez...
Estou aliviado em relação à minha suspeita de princípio: a equipa entrou bem, impôs-se, tem o Marselha na mão, uma personalidade de campeão. pena os dois remates de Meireles não terem valido os golos que o resultado devia expressar.
Que a sorte agora nos acompanhe, porque merecemos Grande, grandíssimo Porto!

verdadeiro disse...

Estou doente com o grande fdp do Postiga! Entra ao intervalo e mesmo assim não consegue ganhar um lance, nem correr mais rápido que os defesas com 45 minutos nas pernas!

Dezembro começa a aproximar-se e há que pôr o Postiguinha a jogar para ver se conseguimos despachar o mono, que, só por acaso, é dos jogadores mais bem pagos (senão mesmo o mais bem pago) do plantel.

A culpa não é do Jesualdo porque é a Direcção que lhe está a impingir este inútil, mas eu pergunto se vale a pena abdicar de uma vitória por jogar 45 minutos com 10 (ou ainda menos porque ele chega mesmo a atrapalhar).

Dá-me (literalmente) vómitos pensar que este abjecto vai ter a hipótese de se arrastar ainda mais nos próximos jogos TODOS enquanto Adriano ou o Edgar ficam no banco.

Bruno Pinto disse...

Gostei bastante do jogo do FC Porto, em que se provou que somos infinitamente melhores que o Marselha. Dominámos praticamente o jogo todo, tivemos oportunidades claras de golo, algumas delas flagrantíssimas, como as bolas no poste do Meireles ou a do Postiga isolado. O Marselha teve a sorte que tivemos na Turquia. Mas se vencermos no Dragão, como é nossa obrigação, passámos para a frente do grupo. Temos tudo bem encaminhado, se fizermos 6 pontos nos jogos em casa, está o assunto arrumado. Convém não enbandeirar em arco, mas há que estar optimista. E o Liverpol em máus lençóis...

Lucho foi o melhor em campo, pela mestria com que comandou o nosso jogo, até porque o Marselha deixou jogar...

Abraço.

amorim disse...

a solução é mesmo pôr o Postiga a jogar, para ver se alguem lhe pega, senão são mais 3 ou 4 anos a pagar e bem, para só treinar

AZUL DRAGÃO disse...

Estou deveras preocupado porque parece que vem aí uma super-equipa
(vulgo gigante adormecido) que , finalmente , lá ganhou um jogo e (pelo que se vê nos jornais e nas televisões )já é candidata à TAÇA !

O PORTO e os outros que se cuidem !