27 de setembro de 2007

Shame on you!

1 - A Taça da liga, nova competição do futebol indígena, até poderá nem ser muito atractiva. Reconheço isso, sobretudo para um clube grande, com a agenda sobrecarregada. Assim, a solução mais óbvia será, em confrontos iniciais, fazer uma gestão do plantel, guardando as principais figuras para os confrontos complicados que se avizinham. Até aí tudo bem. Mas qualquer adepto quer é vitórias, vitórias e mais vitórias. Seja no campeonato, na Champions ou num qualquer anónimo torneio. Perder nem a feijões, sobretudo em ocasiões destas, em que o nome do próprio clube fica em xeque. Jesualdo fala em sentimento de vergonha. Faz bem. É como eu me sinto e muito provavelmente os milhões de adeptos portistas. Ser realista, na hora da derrota, é que não resolve nada. Já fomos. Sinceramente, nem foi a derrota que mais me custou. A alegria proporcionada aos nossos figadais inimigos é que me irrita mais. Só espero que, desta vez, tenha sido mesmo um mero acidente de percurso, e não se assista aquele descalabro que se seguiu ao jogo de má memória contra o Atlético. Porque aí, a paciência é mesmo capaz de transbordar!

2 - Neste caso, já nem se pode falar de vergonha ou da falta dela. É o completo despudor, a impunidade que grassa, perante a complacência de todos. Penaltys mal assinalados sempre existiram, existem e continuarão a existir no futuro. Mas marcar um, aos 93', como o que se verificou no Amadora-Benfica, não cabe na cabeça de ninguém. Só não entra para o anedotário nacional, pela gravidade de que se revestiu a sua marcação. Há erros e erros. Acidentais ou deliberados. Aquele não engana ninguém. Propositado, cirúrgico, no último momento possível para evitar a eliminação dos encarnados. Vergonha é o mínimo com que se pode adjectivar o caso. A rede, ou sistema, como lhe quiserem chamar, já funciona. Dentro e fora do campo. Pois na penumbra das redacções dos jornais, o trabalho de sapa de alguns conclui o iniciado dentro do campo. Operação de cosmética em curso, não deixando de dizer o óbvio, mas escondendo os títulos sensacionalistas, que surgiriam se as cores fossem outras. Nada de parangonas nas capas [não fosse o Orelhas invadir as redacções], tratando o caso como mais uma exibição descolorida do Benfica. Da parte dos jornalistas, cobertos à muito de vergonha pelos constantes arrepios à ética, já não se esperam grandes feitos. Vendidos, quase todos eles, ao clube que se sabe, utilizam as colunas dos pasquins como um oásis do espírito corporativo, nunca falando mal do clube do regime. A "Bola" fala em "milagre" na vitória encarnada. E ainda existe alguém que não acredita no Apito Encarnado?

3 - Por certo uma mera coincidência. Mas quando estas se avolumam tornam-se suspeitas. Em 1979 foi Manaca, num "lance infeliz" a impedir o tri do FCP, ao marcar um auto-golo que permitiu a vitória do Sporting em Guimarães. Ex-jogador leonino, sobre si caíu, na altura, a suspeição de ter feito um frete à sua anterior entidade patronal. Veio-me o caso à memória quando assisti, estupefacto, à exibição de Nelson, anterior guarda-redes leonino, agora ao serviço do Amadora, no embate para a Superliga, frente aos leões. Noite infeliz? Talvez, mas o ex-jogador sportinguista teve enormes culpas no cartório na derrota da sua actual equipa. E é aqui que se começa a criar a teoria da conspiração. Não sei se se deram ao trabalho de assistir à marcação das grandes penalidades, que ditaram o vencedor do Guimarães-Sporting. Se sim, vejam lá se se lembram do nome do jogador que falhou a fatídica penalidade? Poupo-vos trabalho. João Alves. Até Junho deste ano, jogador do...Sporting. Pois. As almas caridosas podem achar que isto é mesmo uma teoria da conspiração, sem nada de concreto. Aceito. Até pelo timing da marcação do penalty, pois João Alves foi o último vimaranense a dirigir-se para o lugar de todas as decisões. Mas lá que é uma coincdência dos diabos, lá isso é!

ps: Só me sentirei vingado com um penalty inventado, aos 93', contra o Boavista, que nos dê a vitória. Isso é que era. Só para assistir ao circo de virgens ofendidas que se seguiria ao rescaldo do jogo!

9 comentários:

RENATO SERRA disse...

Gostava de saber se o Srº Victor Pereira, vai mudar de novo as regras de jogo, tal como fez com a bola de atraso ao guarda redes, a partir de agora bola na cabeça é penalti.... mais nada...incrivel.

PEDRO GUIMARÃES disse...

Título do RECORD "PORTO CAI, BENFICA E SPORTING EM FRENTE AO FIM DE 40 PENALTIES. NOSSA SENHORA.Título de A BOLA em letras pequenas ao canto superior"Duarte Gomes castigou uma mão que não existiu" É ASSIM A NOSSA IMPRENSA DESPORTIVANÃO SE PASSOU NADA NA REBOLEIRA. TUDO NORMAL...

JOÃO SERRA disse...

Epá esta tudo doido,os jornalistas nomeadamente o comentador da sporttv q foiperemtorio em afirmar q n foi penalty claro e os q defendem aqui q tambem n foipenalty.vocês pá conseguiram descrutinar q n foi penalty num abrir e fechar de olhos,devem ter nasciso com uma lupa nos olhos!eu?eu pelas imagens q mostraramo q vi claramente é o jogador do E.A a levantar o braço,ah isso eu vi!agora se a bola bate no braço ou no ombro isso n dá pra ver!o lance é duvidoso!e ninguem pode dizer se é ou NÃO!

Paulo Pereira disse...

Ó João, tá mesmo tudo doido, começando por si. K raio de justificação é essa? Aliás, nem responda pk é a de sempre. Tem k existir sempre um "mas" nos benefícios arbitrais ao Benfica. Não foi penalty, mas...
Foi fora-de-jogo, mas...

Ali não existiu mas nem meio mas. Foi inventado propositadamente para não perderem, ou será k tem alguma dúvida? Aliás, nem deveria constituir surpresa, pois esta não é a 1ª nem será a última vez k isso acontece. Foi assim em Aveiro, em Braga, à 2 anos...é assim k a locomotiva da tranparência lá vai sobrevivendo, como um daqueles fidalgos arruinados, agarrado desesperadamente ao poder. Lá fora é k a porca torce o rabo, pois Duartes Gomes não existem muitos...

Bruno Pinto disse...

Paulo, sobre a Taça da Liga tenho a dizer o seguinte:

- Concordo com a implementação desta prova, acho que fazia falta ao insuficiente calendário nacional. Como adepto do FC Porto, não concebo sequer a ideia de que o clube não jogue sempre para ganhar. Eu achava, sim, importante que o FC Porto ganhasse esta Taça da Liga, é uma competição oficial e que ganhará cada vez mais notoriedade. Portanto, se ela não foi levada a sério, acho inadmissível e motivo para uma forte reflexão acerca da conduta de todos naquela casa. Culpas? Há que reparti-las entre Jesualdo e os jogadores.
Jesualdo: o Atlético não lhe serviu de emenda, erros todos cometem, insistir no erro é que não é aceitável. Sou dos que defendem uma política de rotatividade ao longo de uma época, em 1, 2 jogadores por jogo. Acho que neste jogo seria conveniente elevar esse número para 4, 5 elementos. Agora mudar a quase totalidade da equipa não se percebe, mais a mais quase todos reforços chegados este ano. A falta de entrosamento era esperada, a paupérrima exibição era uma certeza. Não pode ser. Mesmo com adversários mais frágeis, há que ter cautela e respeito por eles. Não é possível mudar tão radicalmente. Se o Jesualdo fizesse mais rotatividade em outros jogos, talvez neste não precisasse de fazer 'descansar' tantos homens. Quaresma e Lisandro não devem sair da equipa ao mesmo tempo. O meio-campo não pode mudar na totalidade. Fica-se sem fio de jogo... Não dá... Mas isto não é um problema só do Jesualdo, outros treinadores, mesmo internacionalmente, o fazem e depois dão-se mal (ex: M.United).
Jogadores: apesar de tudo, aqueles que jogaram tinham obrigação de jogar alguma coisa e vencer o jogo. A atitude foi miserável. Aquele Mariano González meteu nojo até a marcar o penalty! Não correram, não lutaram, não justificaram a fortuna que auferem, foram maus profissionais. Depois nas grandes penalidades... Que vergonha! Não acho que aquilo seja uma lotaria, nada disso! Penalties é para quem aguenta melhor a pressão, porque qualquer um sabe marcar um penalty (mal dele...). Ora perceber que jogadores da Liga de Honra mostram maior personalidade e domínio mental numa situação de stress que os jogadores do FC porto é frustrante! Nenhum deles falhou!! Nós falhámos dois...

- Depois, aquilo que se passou na Amadora foi vergonhoso! Tens toda a razão. Há erros e erros e este não engana ninguém. Inventar um penalty aos 93' completamente ridículo, que ninguém viu, é surreal. E agora para justificar o erro, é ver os vermelhos por aí a ir buscar erros do passado, como se isso apagasse o facto de ontem terem sido levados ao colo de forma descarada. Esta Taça da Liga está desde já ferida de ilegalidade, por mim já não conta para nada!!

Abraço.

Pedro Vagos disse...

Em aveiro frente ao beira mar também me lembro de um golo anulado ao Nuno Gomes logo aos 2 minutos... não serve de exemplo? Contra o Atlético também foi marcado um penalty fantasma... a sorte/azar foi q o Quaresma falhou...
E agora a sério, pelas imagens da sport tv,alguem consegue dizer, com absoluta certeza que foi/não foi penalty???
Também ainda me lembro do Kandaurov a dizer que a bola lhe bateu na barriga e nem com as imagens vocês o reconheceram... portanto, isso de virgens ofendidas até pode colar, cola é para os dois lados!

Paulo Pereira disse...

Ora, ora, em vez de tares a trabalhar...
1º - O penalty falhado contra o Atlético é identico a tantos outros habitualmente marcados, sem kk problema de consciencia. O único senão k existiu foi ter sido aos 95' de jogo e a favor do FCP, o k convenhamos deu azo logo a comentários dos habituais aziados. Ponto prévio: foi falta!
2º - Eu, k sou míope e tenho alguma dificuldade em acompanhar lances de grande velocidade, digo k sim, k não foi falta. Mas lá está. Sempre k existe um erro, seja ele qual for, a favorecer o Benfica, existe sempre um mas, ou uma desculpa kk para justificar o mesmo. Tá bem, a malta nesta faz o favor de concordar. Aos 93', e dado k uma mão é facilmente confundível com a cabeça, o auxiliar do Duarte Gomes está desculpabilizado.
3º - Não confundamos as coisas. Nunca li, nem vi, ninguem do FCP dizer k esse lance do Kandaurov foi bem avalizado pela arbitragem. Existiu foi uma correcção k foi feita: o árbitro apitou bem antes do bulgaro ter chutado para a baliza. Assim, tecnicamente, não foi golo anulado.
E olha k voces de virgens não têm nada...

Pedro Vagos disse...

Em relação ao não teres visto nem lido ninguém do FCP a dizer que o lance foi bem avalizado... bom, penso que com uma rápida consulta ao teu acervo de jornais encontras alguma declaração do P da C a defender que foi no abdomen... por aí resolves isso facilmente.
Ah... foi uma correcção que foi feita... bom, assim pareces o Pôncio Monteiro... e recuperando esse tipo de discurso e aplicando-o ao jogo da Reboleira... Se o àrbitro apitou, foi penalty... nao interessa se toda a gente viu ou não.
Quanto ao nao sermos virgens - é bom sinal, nem somos virgens nem o nosso líder de clake precisa q seja o treinador a papar-lhe a namorada!!!! Pujança, força na verga e nada de panilagem!!!! (sim, que no SLB nunca houve jogadores a apalpar a fruta uns aos outros na comemoração de um golo) - e antes q vás buscar o rumor do Calado, também já houve rumores disso com um dos vossos G.R.

Paulo Pereira disse...

????????????????????????????????
Tentaste dizer alguma coisa??????