3 de setembro de 2007

Lá por fora - a bola é redonda...mas rola melhor

Análise dos resultados – semana 5

Um fim-de-semana quase perfeito, não fosse os incompetentes do Atlético de Madrid terem empatado em casa com o Mallorca. Perfeito em quê perguntam vocês… bem, nas apostas que fiz este fim de semana… Tirando os 10€ que meti em Simão, Maniche & Companhia… Enfim… ao que parece a antiga equipa de Paulo Futre vai manter a (i)rregularidade a que nos habituou na época passada, eu cá por mim estou vacinado, não meto nem mais um tostão nesses tipos. Quem finalmente se transcendeu foi o Real Madrid que foi a Villareal “enfiar” 5 torpedos no submarino amarelo! Segundo Pellegrini, treinador dos “afundados”… O resultado é enganador… Pergunto tu, Ó Pellegrini, então depois de apanhares 5 ainda ficaste com dúvidas? Caramba homem! És pior que o Jorge Jesus (quem é que aposta que esse não se aguenta em Belém até ao fim da época?)!
Em Barcelona os da casa precisaram de uma ajudinha extra por parte do árbitro para levarem de vencida o At. Bilbao. Destaque para o 1º golo do Barça obtido num fabuloso pontapé de Ronaldinho Gaúcho na marcação de um livre! O Dentuça inicia a época em grande! Numa jornada com 6 empates (ainda falta disputar o Osasuna – Sevilla), a outra equipa que conseguiu vencer foi o Valencia que obteve uma difícil vitória por 2-1 no terreno do Almeria.

Em Itália, onde esta noite ainda se disputará o AC Milan – Fiorentina, o destaque vai para a Juventus que conseguiu arrancar “a ferros” a vitória no reduto do Cagliari, com Chiellini a fazer o 2-3 em cima do minuto 90. Realce também para o Nápoles que visitou a Udinese e deixou 5 de recordação! A Roma recebeu e venceu o Siena por 3-0 num jogo em que Totti recebeu a Bota de Ouro, referente aos 26 golos marcados na época transacta. O Inter de Mancini lá fez também a sua obrigação batendo o Empoli com 2 golos de Ibrahimovic. As últimas notas de Itália vão para o Parma de Fernando Couto que perdeu com o Atalanta de Costinha e para Fabrizio Miccoli, autor de 2 golos na vitória do Palermo em Livorno, 4-2.

Na Alemanha, a notícia é que o Bayern não venceu… o que dará alguma motivação extra a Jorge Jesus, eh eh eh. Apesar do enorme potencial ofensivo, os Bávaros consentiram o empate a 3 minutos do fim, em casa do Hamburgo. Quem conseguiu fazer ainda pior foi o campeão Estugarda que perdeu por 1-0 com o Karlsruhe. Já o Werder Bremen, candidato ao 2º lugar, conseguiu vencer com alguma dificuldade o Frankfurt e ascendeu ao grupo dos segundos classificados.

Em França o destaque vai sem dúvida para o Lyon, que aos 70 minutos, perdia em casa por 0-2 com o Le Mans. Depois, em apenas 7 minutos deram a volta ao marcador para saírem vencedores por 3-2. Parece que finalmente acordaram! A ver vamos as próximas jornadas.

O fim-de-semana holandês fica marcado pela cedência dos primeiros pontos por parte de Ajax e PSV, deixando AZ e Feyenoord mais sozinhos no topo da classificação. Aposto que por esta altura em Paços de Ferreira já ninguém dorme descansado.

Na Bélgica o Standard (clube que teve muitos portugueses e que finalmente abriu os olhos), lá continua imparável, desta vez bateram o Club Brugge por 2-1, com a particularidade de todos os golos terem sido obtidos entre os minutos 65 e 69! 4 Minutos frenéticos!!!!

Na Grécia, José Peseiro estreou-se com um empate na recepção ao campeão Olympiakos… Não foi uma má estreia, atendendo ao domínio que o Olympiakos tem imposto nas últimas épocas… A ver vamos o que o Mestre da “Pressão-Alta” será capaz de fazer daqui para a frente.

E finalmente Inglaterra… Posso dizer-vos para começar que não vi o jogo do Chelsea… Não resisti a ir vendo o evoluir do resultado através do LiveScore e depois, quando a Sport Tv começou a transmissão em diferido já não tive coragem para ver… Enfim, como deixei antever na crónica da semana passada, a liderança foi mesmo efémera para José Mourinho e o Chelsea (sim, podem dizer-me que ainda estão em 1º mas agora em conjunto com mais umas quantas equipas… mas para mim não é a mesma coisa, ainda por cima porque 2 dessas equipas são o Liverpool e o Arsenal, que têm ambas 1 jogo a menos). Mas falando um pouco do Chelsea, já se sabia que era uma deslocação difícil, que Mourinho ainda não conseguiu ganhar no Villa Park desde que chegou a Inglaterra (também não tinha perdido…), etc, etc. Mas o Chelsea tem que mostrar um pouco mais para se afirmar como “o maior” candidato ao título, pelo menos tem que ser mais eficaz e constante ao longo dos 90 minutos! Não obstante, e fazendo um pouco a defesa de Mourinho, se o àrbitro tivesse marcado penalty quando atropelaram Wright-Phillips na área… talvez a história tivesse sido diferente. Por bem menos que aquilo o Man Utd beneficiou de uns quantos penalties arrancados por Cristiano Ronaldo ( o tal que fez uma festarola com umas meninas pagas a 200 e tal euros/hora), durante a época passada.

Mas pior que a derrota, pelo menos para mim enquanto adepto, foi ver Drogba sair lesionado… espero que a coisa seja menos grave do que fazia supor quando se procedeu à substituição. E agora vem aí o Blackburn… Tempos difíceis para os Blues!
Já o Blackburn, a fazer um excelente início de temporada bateu o Man City por 1-0 (Benny McCarthy). Eriksson sofreu a 2ª derrota consecutiva… a ver vamos como se recompõem para a recepção ao Aston Villa. O Arsenal venceu facilmente o Portsmouth e o outro candidato, o Liverpool, trucidou o Derby, copiosamente batido por 6-0! “El Niño” agora “The Kid” Torres continua a fazer estragos tendo adicionado +2 à sua conta pessoal.

O Man Utd, recebeu e bateu o Sunderland… mas o jogo foi fraquinho… principalmente na 1ª parte em que se constatou que o Manchester sem Ronaldo e Rooney é uma equipa completamente diferente… para pior. Anderson estreou-se no 11 inicial mas foi substituído ao intervalo. De registo deixa apenas um excelente passe “a rasgar” que Tevez desperdiçou. Na minha opinião, Anderson tem talento a mais para o futebol inglês… e sendo certo que Ronaldo também o têm, o português beneficia da posição que ocupa no terreno de jogo. Já o Brasuca, jogando a 10, nas costas do ponta de lança, precisa que a equipa faça jogo pelo meio, que lhe passe a bola… e isso, pelo menos no tempo que esteve em campo foi coisa que os obtusos ingleses não fizeram… no meio a bola tem sempre um destino, que são os pés de Scholes ou Hargreaves, e depois a única coisa que eles fazem é disparar bolas para as faixas apostando na velocidade e criatividade dos extremos, normalmente Ronaldo e Giggs, este fim de semana Nani e Chris Eagles(!!?!!). Assim o puto-maravilha vai ter dificuldades acrescidas… A ver vamos como reagirá.

A próxima jornada, para além dos já referidos Chelsea-Blackburn e Man City-Aston Villa, traz-nos ainda um Everton-Man Utd e um Tottenham-Arsenal! Isto para além da deslocação do Liverpool a Portsmouth! Promete!!!

Até Lá!

ps: Num raro momento extra-futebol, não posso deixar de mencionar as estreias (hoje às 20.30 hrs na RTP2) da Selecção de Basket no Campeonato da Europa, onde nos estrearemos frente à poderosa Espanha, campeã do Mundo. Para mim, se Lisboa tivesse nascido 20 anos mais tarde íamos lá para algo mais do que perder por poucos frente a “nuestros hermanos”... Assim, resta-nos tentar bater o pé à Croàcia ou à Letónia. Difícil, mas…

ps2: Quem também se estreia ao mais alto nível é a Selecção Nacional de Rugby. Os Lobos, como são conhecidos vão participar no Campeonato Mundial da Modalidade e o objectivo é claro e assumido: Perder pela menor margem possível! Sejamos realistas, não podemos aspirar a mais! Nova Zelândia, Escócia e Itália são de outra galáxia! Resta-nos dar tudo por tudo frente à Roménia… mas mesmo assim sem termos grandes expectativas. Mas a nossa grande vitória é mesmo termos logrado o apuramento! Parabéns Lobos! E obrigado!



E a ambas as selecções, boa sorte!

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa sorte p/ as selecções. É pena é que a RTP não considere de utilidade pública a transmissão dos jogos de rugby. Lá vamos ter que ver os jogos na Sporttv.

carlos magno disse...

Bom artigo, com o rigor habitual. Não sigo atentamente a maior parte dos campeonatos, limitando-me a ver os resultados e marcadores. Religiosamente, só Inglaterra e Espanha, onde o Real humilhou, de forma surpreendente o Villarreal, que tinha feito o mesmo ao Valência. Campeonato de doidos, mas Sneidjer prova ter sido uma bela compra, com 3 golos em 2 jogos. Como dizes, o Atlético é uma desgraça. Depois de tanto prometerem na pré-temporada, com Simão, Forlan, Reyes, Luis Garcia como reforços, a equipa volta a ceder pontos, logo de início. Um calvário a que os adeptos já estarão habituados. O Barça continua a não convencer ninguém, com o futebol de sempre.

Em Inglaterra, para além do divertimento em casa de Ronaldo, tb existiu muito k se ver dentro dos campos. Desde logo, a demonstração de força do Liverpool, a derrota do Chelsea, com Abramovich a sair com cara de poucos amigos antes do final do jogo e com o Arsenal em pezinhos de lã, a chegar-se à frente. Qt ao Manchester, é como dizes, parece-me k Anderson não vingará, pois começa logo a ser mal aproveitado. O futebol deles é k continua uma desgraça. Tevez lá se mantêm, pela ausência de alternativas e pelo protecionismo exagerado de Ferguson. Até que ele justifique o gasto dos milhões, por certo.

Abraço,

ricardo disse...

O destaqque vai para as goleadas do Real e do Liverpool. Se a 1ª foi inesperada, a 2ª mostrou apenas as debilidades do Derby, mas tb o poderio ofensivo - sem Gerrard - da equipa de Benitez. Jesualdo terá muito com k se preocupar. Qt ao resto, lá vem o moralismo bacoco dos ingleses. Não será normal o Ronaldo fazer umas festarolas lá na mansão? Eu axo é k eles têm inveja de não terem sido convidados:)

Em Itália, o Inter ganhou um jogo (uau) o k deve ter salvo momentaneamente o Mancini, mas parece-me k a luta será entre Milão e Roma.

Saudações desportivas

rui tavares disse...

Afino pelo diapasão geral. Grande vitória do Real - com o ex-Ajax a espalhar magia - do Liverpool - finalmente Benitez gastou dinheiro bem gasto - e em Itália, a Roma vai lutar mano a mano com o Milão. Em Inglaterra, para além das saudades que continuo a sentir do McCarthy - finalmente a marcar - deu para ver que o Manchester terá vida complicada, se continua a jogar assim. Mas lá está, num campeonato com aquele nível, onde equipas medianas gastam milhões em reforços, o nível de jogo sobe bastante, não se podendo falar em surpresas com as derrotas dos chamados grandes. Pena que a próxima jornada só seja daqui a 15 dias, pois o cartaz promete. Todos os da frente vão ter embates de grau de dificuldade enorme.

Abraço,

tiago pimentel disse...

Começando pelo fim: não será caso de desejar boa sorte, pk é impossíve, num e noutro caso, competir com os colossos, mas pelo menos estamos lá, o k é uma grande proeza para esses atletas, nomeadamente no raguêbi.

Qt ao futebol em si, acompanho só, para além da superliga, a premier e o espanhol. Puxando pelo Chelsea, pelo menos enquanto Mourinho por lá andar, a derrota deve-se também a essa onda de lesões verdadeiramente inacreditável. Agora Drogba (será grave?), sem Lampard, enfim tudo parece acontecer aos azuis de loondres, o k mesmo assim não os impede de ser competitivos. Aí sim é k se vê a verdadeira categoria do Chelsea. Tenho gostado de ver o Arsenal e o Liverpool, mas como aqui já foi dito, acho k este ano a premier ainda está mais competitiva, pois os clubes médios têm agora maior poder de compra, graças aos milionários k vão comprando os clubes. Por isso, nem achei mt preocupante a derrota, mais a mais novamente com razões de queixa do árbitro, para variar.
Anderson andou literalmente aos papéis, desfasado do jogo, não conseguindo ainda brilhar como cá, mas o Manchester está uma desgraça total. Só comprova k não foram eles a vencer o campeonato, mas sim o Chelsea a perdê-lo. O MU é uma equipa banal, apenas beneficiando de contar com o C.Ronaldo.

Em Espanha, o Real vai fazer a vida difícil ao Barça dos 4 magníficos (ou serão 5 com Deco?), pois esta goleada foi fabulosa. Grande desilusão do Atlético (também eu apostei neles) que continua ano após ano na mesma.

Abraço,