30 de agosto de 2007

Sorteio da Champions

E pronto! As bolinhas do sorteio já ditaram a sorte para a temporada da Liga dos Campeões 2007/08. Em relação ao FC Porto confesso que o primeiro impacto não foi de desagrado. Sabendo-se de antemão que nos iria calhar um dos "tubarões", a minha preferência ía para o Inter, em mau momento de forma e com um futebol a que o Porto se adaptaria com facilidade, ou para o Real Madrid, dado que o modelo futebolístico de Schuster ainda não foi totalmente absorvido pelos jogadores. Como devem ter reparado, fugiria a sete pés das equipas inglesas, não tanto pelos resultados nos últimos anos - o Porto eliminou o Manchester em 2004, quando se sagrou campeão europeu, lutando de igual para igual no ano passado com o Chelsea e Arsenal - mas pelo potencial brutal, visível na constelação de estrelas que gravitam em cada um dos clubes. A calhar alguma, preferia logicamente o Arsenal que, pese a qualidade dos seus jovens jogadores, não possui as armas dos concorrentes internos. A evitar, quando a mim, o Chelsea e o...Liverpool. O sorteio não quis assim, agrupando ainda o Marselha - uma incógnita após a saída de Ribery - e o Besiktas, num grupo que, no computo geral, me parece acessível.

Liverpool - Benitez, este ano, tem equipa para lutar por todas as competições. Finalista vencido na edição do ano passado, caindo na final aos pés do Milão, os reds, mercê do elevado investimento efectuado, vão deixar de lutar, esporadicamente, por uma ou outra Taça, passando a ser um dos conjuntos mais temíveis do velho continente. Se o leitor ainda não está convencido, repare na constelação de estrelas:
Defesa - Sólida e intratável. Na baliza, Reina é dono e senhor do lugar. Qualidade aferida pela condição de internacional A espanhol. À sua frente, Carragher, Hypia e Daniel Agger, poderosos fisicamente, imperiais no jogo aéreo, sem pontos fracos assinaláveis. Na esquerda, a surpresa é Arbeloa, merecendo a confiança de Benitez, que o resgatou aos espanhóis da Real Sociedad. De pedra e cal na direita, Steve Finnan, experiente, internacional irlândes.

Meio campo - É a zona nevrálgica do terreno e é lá que se move Gerrard, o símbolo do clube, ao qual jurou fidelidade eterna. Detentor de qualidades técnicas acima da média, é mortífero nos disparos de fora de área. Tem a companhia do internacional A espanhol Xabi Alonso, com as opções a poderem ainda recair em Sissoko ou Mascherano, o argentino que foi decisivo na 2ª metade da época passada. Lucas, jovem prmessa brasileira, deve ser uma carta fora do baralho, pois ainda não foi utilizado. Para os extremos, Riise, que também pode jogar a defesa-esquerdo, fantástico na velocidade com que faz as transições, Pennant, em bom momento de forma, ou o recém-contratado Benayoun, internacional israelita.

Ataque - A zona em que o Liverpool mais se reforçou, não olhando a números para obter os nomes apontados pelo técnico espanhol. Características comuns: jovens, talentosos e com enorme apetência pela baliza. Aos existentes Peter Crouch e Kuyt, juntaram-se Ryan Babel, um produto "made in" Ajax, revelado no último europeu de Sub-21, capaz de jogar nas alas, Voronin, ucraniano ex-Leverkusen, companheiro na Selecção natal de Shevchenko e a cereja no topo do bolo, Fernando Torres. Todos de características diferentes, capazes de aportar qualidade ao já de si rico plantel. Em suma, uma grande dor de cabeça para Jesualdo e os seus rapazes, em dois jogos de nível de dificuldade elevadíssimo.

Marselha - O Marselha é um velho conhecido do clube azul e branco, de boa memória, pois os franceses foram um dos opositores da fase de grupos, na caminhada potista rumo ao triunfo final, em 2003-04. O Porto venceu ambos os jogos, pela margem mínima, num OM onde pontificava Drogba, agora ao serviço do Chelsea. Perdendo, tal como o Porto, uma das suas figuras emblemáticas no defeso - Ribery, para o Bayern Munique - o Marselha tem sentido dificuldades inesperadas, numa época que se antevia de luta acesa pelo título.
Defesa - O guarda-redes é o experiente Carrasso, contando à sua frente com nomes como Taiwo, Habid Beye, Givet e Renato Civelli. Possui nas suas fileiras um defesa central promissor, Ronald Zubar, considerado um potencial titular da selecção principal.

Meio campo - A estrela da companhia é o centro campista, de características ofensivas, Samir Nasri, considerado o sucessor de Zizou e alvo da cobiça, neste defeso, do Real Madrid. O Marselha possui também um trinco de qualidade, M'Bami, tendo ainda nomes conhecidos como Cheyrou, Zenden, Lorik Cana e Thomas Deruda. Um dos sectores com mais opções para o técnico Albert Emon.

Ataque - Niang, Bamogo, Fiorese e Djibril Cissé são todos sinónimos de golos. Velocidade, poder físico, capacidade de choque, jogo aéreo, tudo qualidades que podem ser encontradas nos franceses, capazes de criarem enormes dificuldades aos portistas. Jogam preferencialmente um futebol apoiado, apoiado em extremos rápidos, com capacidade de explodirem em contra-ataques mortíferos.

Besiktas - O clube turco, um dos históricos do país, com uma falange de apoio que rivaliza com a do Fenerbache e Galatasaray, é tradicionalmente um contendor difícil. O Porto já sabe o que o espera, quando se deslocar à Turquia: um ambente de enorme fanatismo, feérico, com os cânticos de apoio a atingirem décibeis ensurdecedores. O que vale este conjunto turco, sediado em Istambul? Sinceramente, uma incógnita. Actualmente no 1º lugar do campeonato, com 3 vitórias em igual número de jogos, venceu na pré-eliminatória o Zurique, empatando fora a uma bola e derrotando ontem, em casa, por 2-0, ambos os golos da autoria de Emilio Delgado, centro-campista com apetência pelas balizas adversárias. É lá que joga o bem conhecido Rodrigo Tello, "fugido" de Alvalade neste defeso, bem como um conjunto considerável de internacionais turcos. Outro dos nomes conhecidos é o francês Cissé - não confundir com o Djibril - oriundo do PSG e o brasileiro Nobre, já ambientado à vários anos ao clube e um dos seus principais artilheiros.

ps: Podem ver os plantéis dos adversários portistas aqui: Liverpool, Marselha e Besiktas.

ps2: Mera curiosidade, mas na última vez que o Porto se sagrou campeão europeu, defrontou os franceses do Marselha na fase de grupos e Camacho era treinador...do Benfica. Bom prenúncio?

15 comentários:

portista_convicto disse...

O FCPorto é,uma vez mais,a equipa portuguesa que têm condições para chegar mais longe.Somos a melhor equipa a actuar em Portugal e como o Vitor Baía diz,queremos continuar a escrever a nossa história a nível europeu.Porque o FCPorto é a equipa que nos ultimos anos mais longe têm levado o nome de Portugal.E há que continuar a fazê-lo,para não cair no erro de ficar parado na história como o slb.

Bruno Pinto disse...

Paulo, parece-me um bom sorteio e bom calendário:

FCP - Liverpool
Besiktas - FCP
Marselha - FCP
FCP - Marselha
Liverpool - FCP
FCP - Besiktas

Mais tarde, com mais tempo, darei a minha opinião.

Abraço.

JOSÉ CARLOS BARBOSA disse...

Eu como portista preferia mil vezes o Celtic ao Marselha! E também antes queria o Shakthar que o Besiktas. Os turcos parecem loucos a correr...Entre os 3 portugueses o Sporting é lógicamente quem tem o grupo mais dificil, mas trocava o grupo do Porto com o do Benfica que só tem um dificil que é o Milan enquanto o Porto tem o Liverpool e também o muito complicado Marselha.

armando silva disse...

Sortudos, como sempre! Calharam no grup mais fácil, em qualquer dúvida!

Paulo Pereira disse...

Ó Armando, quem fala assim, tão peremptoriamente, não é gago:)
Ouça lá, então anda-se uma época inteira a lutar por uma presença na mais elitista competição de clubes a nível europeu, e depois espera-se o k? K vos calhe em sorte uma equipa de Malta ou do Chipre? Tenha dó...
Quanto ao resto, como deve calcular, isto de sorte ou azar não tem nada. Os potes não são escolhidos aleatoriamente. Dependem do quoficiente de cada equipa. Sendo assim, meu caro, a única culpa de grupo tão complicado é mesmo...vossa!
Joguem mais, pontuem mais, cheguem mais longe e, dessa forma, conseguirão melhores sorteios...

ps: até estou espantado por não ter acusado Pinto da Costa de estar por detrás do sorteio. Já agora...

pedro silva disse...

É preciso ver pouco futebol para achar o grupo do Porto o mais fácil. O Armando conhece o plantel do Marselha? Quem vos dera ter só o Nasri e o Cissé. Celtic é banal, o Dinamo Kiev é fraquissimo, e a Roma e o Sahktar têm alguns bons jogadores, nada mais. Não faça dos adversários do Sporting e do Benfica papões difíceis de superar, pois os grupos equivalem-se.

Nelson Gonçalves disse...

Qualquer um dos nossos dignos representantes tem que arregaçar as mangas com todo o vigor. Não me parece, mesmo nada, haver quaisquer sinais de fragilidades em qualquer um dos grupos. Basta olhar para os cabeças de série! Todos inspiram muito respeito. As grandes equipas não significam... papões!!! Olhemos confiantemente, porque valor também há pelas nossas paragens. Boa sorte aos nossos Clubes. FC Porto sempre!

FREDY disse...

perder em liverpool é mais que certo.. basta o jesualdo repetir o medo do ano passado contra arsenal e chelsea! o quaresma nao nos salva sempre..

deko disse...

Grupos fáceis deixam-me apreensivo, pois os jogadores facilitam pelo que considero ter sido melhor um grupo de 'morte'.
Veja-se o nosso calendário de início de campeonato: concentração máxima e 6 pontos...

E o calendário ?! Era importante te-lo aqui para analisar...

Paulo Pereira disse...

É só pedir:)

FCP - Liverpool
Besiktas - FCP
Marselha - FCP
FCP - Marselha
Liverpool - FCP
FCP - Besiktas

BRUNO ROCHA disse...

Estão lancados os dados ..eu nao acho k o grupo seja façil ou acessivel, a juntar a isto tb nao sou de opiniao que o calendario seja favoravel..veja-se um arranque em falso que tem sido apanagio nosso em casa nao temos conseguido vencer em casa o 1 jogo leva-nos pressionados a Turquia onde para alem do colectivo Turco temos de levar com o ambiente fanatico e muitas vezes nestes palcos com arbitragens caseiras..por isso nao perspectivo facilidades..e depois marselha fora acham mesmo que é façil admirem-se se a 3 jornada da CL tenhamos entre 1 e 3 pontos...
Certo que se vencer-mos o Liverpool no dragao podemos arrancar bem ..mas vejam o k aconteceu ao Sporting no ano passado ganhou ao Inter e depois...Bem sei nao somos os Leoes mas..Para alem disso Jesualdo nao vai ter grande tempo para preparar a ekipa para o Liverpool por causa da paragem para a Seleção..A Ver vamos se como diz Baia mostramos competencia pra ombrear com os tubaroes e os nossos pergaminhos sao suficientes para levar de vencidos besiktas e marselha..10 pontos devem chegar pra passar o Grupo.
Abraço e Allez PORTO.....!!!!

RUI ramalho disse...

Penso k o Porto é das equipas portugueses k tem o grupo mais acessível, enquanto ao Sporting calhou o mais complicado, mas atenção o SLB tem a fraca sorte de ter k jogar com o actual campeão europeu e tb contra o perigoso Celtic! Resumindo e concluindo, podia ter sido pior! Força clubes portugueses, vamos todos para os oitavos e somar o máximo de pontos para o Ranking!! SLB sempre!

a tasca doteixeira disse...

Gostei do sorteio. Na LC é sempre complicado traçar favoritismos, mas dentro da habitual pouca margem de manobra, parece-me ser um grupo onde temos a obrigação de fazer no minimo 10 pts - o que será (?) suficiente para passar aos quartos-de-final.

Interessante dar uma volta pelos sites do Liverpool, Marselha e Besiktas e constatar o nosso evidente prestigio. Isto, independemente da constatação - depois de ler a dica do Offshore - sobre as opiniões dos adeptos do Liverpool. Que mania das grandezas...

Pudera, duas finais em três anos...

Vai ser fantástico assistir mais uma vez a este regresso dos jogos europeus - o ambiente natural do nosso FC Porto.

Falta-nos "o" avançado... (espero por Farías, mas temo que seja insuficiente para a LC)

Se o Postiga quisesse ser um dos melhores da Europa...mais um ano a esperar pela "explosão" definitiva desse marmelo

tiago pimentel disse...

Sr Armando, enquanto o seu clube insistir em ser eliminado das competições europeias por esses colossos do futebol mundial, Casino Salzburg, Grasshoper , Viking, Gençlerbirligi, etc, etc, e a ser uma das equipas que menos pontos conquista cada vez que (por milagre) entra na fase de grupos da CL, vai ser um pouco dificil entrar no Pote das equipas de verdade.

Bruno Pinto disse...

Paulo, pareceu-me um bom sorteio para o FC Porto. Dos cabeças-de-série, evitamos o Barça e o Chelsea, o que é bom. O Liverpool é uma grande equipa mas estou confiante, embora o Arsenal, por exemplo, fosse mais acessível. Um dos que eu queria era o Marselha, não que seja fraco, como muitos querem fazer crer, mas porque o FC Porto tem boas tradições com franceses e sempre se deu melhor com equipas que jogam e deixam jogar, em contraponto com equipas de leste, que em casa são sempre terríveis. Daí que seja preciso muito cuidado com o Besiktas... Em casa, tem que se ganhar a Marselha e Besiktas e tentar ganhar ao Liverpool, quando muito empatar. Fora, conquistar pontos em Marselha e Besiktas, incusivé, pelo menos uma vitória penso que está ao alcance. Em Anfield seja o que Deus e o Jesualdo quiser...

Abraço.