19 de julho de 2007

É só rir!

Atentem na seguinte pérola, publicada ontem, na edição online do Record, no resumo do jogo Porto-Genk:
"53' - Novo lance duvidoso na área belga, com Adriano a ser rasteirado pelo guarda-redes do Genk, mas o árbitro manda seguir. O avançado brasileiro tenta no entanto tirar proveito do lance..."

Ou seja, penalty do tamanho da Torre Eiffel, tal como um na 1ª parte, mas...

Sim, há sempre um mas, quando o prejudicado é o Porto. "Adriano rasteirado pelo guarda-redes", dizem eles. E eu, ingénuo como sempre, ao ler isto, juro que senti alguns remorsos. "Porra, tou sempre a falar mal dos tipos e afinal...", cogitava para os meus botões. Feita a penitência, avanço na leitura e lá está, "...o avançado brasileiro tenta tirar proveito do lance...".

Ah pois, o homem foi rasteirado mas, numa prova de evidente falta de desportivismo e fair-play, não envergasse ele a tão odiada camisola azul e branca, "tentou tirar proveito".

O que esta malta inventa só para não dar a mão à palmatória. Fosse cá em Portugal, fossem outras as cores envolvidas no despique, e as parangonas dos jornais seriam bem contundentes. Assim, ficamo-nos por um tímido "rasteirado", seguido de umas justificações que só imbecilizam o anormal que as escreveu.

8 comentários:

andré pires disse...

Paulo, só dá mesmo para rir, e às gargalhadas. O ódio desse gente é mesmo mesquinho. O Adriano aproveitou-se? Claro, a não ser que fosse atropelado por um camião, tinha obrigação de se aguentar em pé. Ele há cada um. Penalty claro, tal como o da 1ª parte...

tbz disse...

Paulo, mas não deixa de ser um progresso. Existem uns mas pelo meio, mas pelo menos sempre dizem que existiu falta, ou pelo menos contacto. Também, foram tão evidentes...

bLuE bOy disse...

Eu bou mais pelo "É só chorar!".
A filha-da-putice habitual... tudo normal na mouraria.
aKeLe aBrAçO,
http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

PS - e sim, troquei o «v» pelo «b» propositadamente, não vá o pobrezito de espírito andar por ai ;-P

Bruno Pinto disse...

Paulo, há anos que estamos habituados a este tipo de jornalismo escrito feito nos jornais oficiais da Segunda Circular. Pode até dizer-se que o jornal 'O Jogo' está conotado com o FC Porto, mas não chega aos calcanhares da parcialidade dos ditos cujos, no que respeita a análise de jogos. Antes ainda me dava uma certa raiva, mas, de tão habituado que estou, agora só me dá mesmo é para rir e desejar ganhar cada vez mais. Gostava de ver a cara deles de cada vez que o FC Porto aumenta a sua vasta legião de troféus, por eles nem sequer noticiavam tais conquistas.
Enfim, já estamos acostumados, não é?

tiago pimentel disse...

O gajo deve tar a treinar para entrar para os Gatos Fedorentos. E como uma das cadeiras do exame de admissão é falar mal do Porto...

Estilhaço disse...

Paulo, desculpa lá, mas esta vai pró nutícias.

Dragaopentacampeao disse...

De pasquins amestrados esperavas o quê? Milhafres?

São "escrevinhadores" alienados crónicos que só vêm vermelho. Fazer o quê!

Ignorá-los, só pode!

Eduardo disse...

Paulo,

Este é o meu primeiro comentário neste excelente blog. Queria só partilhar dois exemplos da imparcialidade e "lampianismo" jornalístico dos nossos jornais desportivos.

Primeiro n' A Bola onde numa notícia sobre a venda do anãozinho irritante para o Atlético de Madrid, se destaca o negócio como uma das grandes transações, como a de Ronaldinho, ou Deco. Muito superior às recentes vendas de Nani e Anderson ao Manchester United. Como se explica isso? O jornalista somou aos 20 milhões os salários a pagar durante 5 anos, o valor de impostos que o Atlético vai pagar para chegar à bonita soma de 52 milhões de euros!!! É bom saber como mexer com números permite fabicar tais maravilhas!!!

Mas O Jogo não escapa também. Na sua edição de dia 26, ao comentar também a venda de igual jogador, sai-se com esta maravilha ao analisar o currículo dele enquanto lampião:
"O camisola 20 abandona ainda o Benfica com o currículo recheado de títulos, tendo conquistado um Campeonato, em 2004/05, uma Taça de Portugal, em 2003/04, e uma Supertaça, em 2005/06."
Três títulos em 6 anos é um currículo recheado??? Se o nosso Porto tivesse 6 títulos desses em 6 anos eu ficaria despontado!!!
Se calhar o texto era irónico e eu não percebi...

Bem haja e continuação de um excelente trabalho!!!

Eduardo Silva