29 de julho de 2007

Dispensados?...talvez não!

data: 28.07.07
local: Estádio do Bessa, na cidade do Porto
resultado: Boavista, o - Porto, 3

Foi um jogo algo atípico. E essa estranheza começou logo na constituição das equipas. Um onze que provavelmente não se repetirá jamais. Novidades? Muitas! Analisando o onze inicial, parece-me que Jesualdo Ferreira tem ainda algumas dúvidas quanto à constituição do plantel. Pelo menos, assim deverão ser entendidas as titularidades de Postiga e do marroquino Tarik. Aparentemente, duas cartas fora do baralho. Se este jogo representava a última oportunidade para ambos, o teste, parece-me, foi bem sucedido para os dois. Postiga, jogando na frente de ataque, marcou um golo e tentou sempre ser participativo, o que nele não deixa de ser notável. Tarik surpreendeu-me…pela positiva. Para variação, até que nem foi mau. Dois golos plenos de oportunidade, uma presença efectiva durante toda a partida e aquela cavalgada, aos 88’, a desembaraçar-se da defensiva boavisteira para finalizar com classe.

Pronto, se uma das lacunas apontadas ao plantel azul e branco era a falta de extremos, ela está resolvida. Mariano Gonzalez, estreando-se de dragão ao peito – e que lindas são aquelas camisolas – mostrou que se pode contar com ele. Mexido, interventivo, pode representar para o Porto o extremo gémeo de Quaresma. O cruzamento açucarado para a inauguração do marcador é elucidativo. Classe não lhe falta.

Confesso que vi com atenção apenas a primeira parte – é o que dá ter dois fedelhos cá em casa – mas a exibição portista deixou-me de água na boca. Não fosse a natural falta de mecanização e um desacerto enervante no último passo e os axadrezados seriam ainda mais humilhados no seu reduto. Volto ao início. Foi um jogo atípico. Lino, um dos potenciais mal-amados do plantel arrancou uma bela 2ª parte, com incursões cirúrgicas até à linha de fundo, mostrando dotes técnicos que desconhecia por completo. Chamem-me lírico, por tecer loas a uma equipa constituída essencialmente por segundos planos, mas gostei bastante de ver o Porto jogar ontem. Segurança notável a nível defensivo e um "killer instinct" que andava arredado, matando o jogo na altura certa.

Dos novos reforços, houve outro que me caiu no goto. Leandro Lima vem com aquela aura que rodeia os dotados tecnicamente, aqueles que desde tenra idade são apontados a dedo, como se pudessem vir a ser a “next big thing” futebolística. Num estilo gingão, em que o corpo franzino não camufla as doses industriais de técnica e habilidade, o brasileiro mostrou já algum do seu reportório. Fintas, passes e remates, numa apresentação como deve ser. Algo assim do género: “olá, sou o Leandro e sei fazer isto, isto e mais isto”! E se tinha água na boca, fiquei a babar-me, ao apreciar as carícias na bola feitas por alguém que, ou muito me engano, ou substituirá a curto prazo no imaginário dos adeptos Anderson.

Se o incontinente de um presidente de um qualquer clube da mouralândia diz que tem o melhor plantel da última década, nós daqui de cima mandamos avisar que, muito provavelmente, não teremos tal coisa. Mas, numa equipa sem Helton, Lucho, Stepanov, Bolatti – dasse, nunca sei se é com um ou dois tês – Farias, Quaresma e Bosingwa, somos bem capazes de destroçar quem nos desafiar. Vai uma aposta?

Na noite do Bessa, o Porto alinhou da seguinte forma:
Nuno; Fernando, João Paulo, Pedro Emanuel «cap.» e Cech; Luís Aguiar, Castro e Kazmierczak; Tarik, Hélder Postiga e Mariano Gonzalez

Jogaram ainda: Ventura, Lino, Jorginho, Leandro Lima, Edgar e Fucile

11 comentários:

paulo grave, a.k.a. Koko disse...

Foi só para me chatear:), logo eu que não gosto do marroquino e de Postiga. Se Tarik jogasse assim sempre, tinha lugar cativo no onze. Quem deve ir para lá é Leandro Lima. Qualidade não lhe falta. E ainda falta encaixar tanta gente!

bandiduh disse...

Os mais:

- Tarik
- Fernando
- Mariano
- Leandro Lima
- Castro
- Lino
- Fucile

Os menos:

- Kazmierczak
- João Paulo
- Edgar

O Leandro Lima é craque. Já o tinha dito após o primeiro jogo que o vi fazer. Hoje voltou a mostrar que consegue imprimir um ritmo de jogo elevado e desequilibrar através da sua técnica.

miguelmor disse...

Boas,

Caro bandiduh, não concordo com os teus menos. Sinceramente, acho q hoje todos mereceram sinal mais.A exibição foi tão boa que ninguém deve ser criticado.Eu até acho que, dps desta exibição, ninguém deveria ser dispensado!:-)
Mas falando a sério, só alguns destaques individuais:

Mariano Gonzalez - p 1º jogo n está nada mal. Demonstra confiança e bom toque de bola. N te medo de partir p cima dos adversários e culminou uma boa apresentação com um excelente cruzamento p o golo do Postiga.

Postiga - como dispensar o melhor marcador da pré-época? A dúvida persiste.

Castro - mto boas impressões. Sem medo de pegar no jogo revelou bom sentido posicional. Mto interessante.

Tarik - Sinceramente, acho q merece ficar no plantel. Mostra melhor adaptação ao nosso futebol e acho q pode vir a ser útil.

Leandro Lima - É craque. Nem é preciso dizer mais nada. Deixa-nos de certeza com mta água na boca.

Para além disto, apraz-me registar q a equipa vai claramente de menos a mais, e q os reforços vão melhorando o entrosamento entre si, melhorando o jogo colectivo. Ainda há mto trabalho pela frente mas a continuarem assim, isto promete...

Abraço portista

Anónimo disse...

Votem no nosso grandioso clube:
http://www.voteyourteam.com/Europe/Portugal/FC-Porto.aspx

tbz disse...

Porra...
Toda a gente opina, opina e esquecem-se de um dos nomes da noite. Atão o Castro, pá?
Produto das camadas jovens, fez uma bela jogatana, naquele meio-campo, não se intimidando com a dureza boavisteira. Para mim, encheu-me as medidas.

Paulo Pereira disse...

Faço o meu mea culpa,

Tens razão, tbz. Esqueci-me completamente de referir o Castro. Imperdoável, sobretudo atendendo à juventude do atleta, oriundo das nossas camadas e também ele a estrear-se na equipa. Sorry:)
Aqui fica o devido destaque a quem, também a mim, me agradou sobremaneira. Raçudo, o míudo!

Anónimo disse...

«Morgado alvo de inquérito»
Afinal quem é o procurador-geral da República desta Nação?
Por Felícia Cabrita
Depois do artigo que que esta semana publiquei no SOL, e que decorre de uma investigação iniciada à nove meses, não posso deixar de comunicar aos meus colegas de ofício, que estranho a ignorância com que a maior parte dos orgãos de comunicação a difundiram


Para concluir a novela só faltava que a RTP para além do artigo do SOL, deturpasse também a noticia divulgada pela Lusa que fez questão de enviar na integra ao meu semanário.

A agência de informação nunca pôs em causa a notícia do SOL, tão pouco as declarações prestadas pelo procurador-geral da República.

Apenas cita a Directora do DIAP de Lisboa que garante que Pinto Monteiro não disse o que disse. Afinal quem é o procurador-geral da República desta Nação?

felicia.cabrita@sol.pt

Bruno Pinto disse...

O nosso FC Porto fez ontem realmente um belo jogo para esta altura embrionária da temporada e ganhar 3 - 0 na casa do rival portuense é sempre motivo de grande satisfação.
Gostei muito do Castro, Postiga, M.González e Tarik. O jovem vindo da formação vê-se que é bom tecnicamente, cobre bem o espaço, não se esconde do jogo e tem personalidade. Foi a primeira vez que o vi actuar e gostei! M.González fez uma boa exibição, com pormenores técnicos deliciosos e um centro para golo. Sobre Postiga... bem... Postiga é o melhor marcador da equipa nesta pré-época, tem lugar no plantel de caras e espanta-me ver tantos adeptos a criticarem-no, não percebo, de todo! Quanto ao Tarik, óptima exibição coroada com dois golos. Enfim, não é por este bis que vou dizer que é o melhor do mundo, mas quem lê o meu blog, sabe que , caso não venha mais nenhum extremo (e já não vem quase de certeza), defendo a sua integração no plantel.

Bruno Pinto disse...

Reyes (R.Madrid) vai para o Atlético Madrid por 12 milhões. Parece que agora a palhaçada dos jornais espanhóis à volta de Ricardo Quaresma vai terminar!! Já não era sem tempo que aqueles pasquins deixassem de publicar alarvidades.

Anónimo disse...

Segundo o secretário de Estado do Desporto, na época passada “o Naval, o Leiria e o Setúbal foram visitados 12 vezes pelo controlo antidoping, o Beira-Mar 13, o Sporting 18 (…) o Benfica 11, (…) e o FC Porto 30”.

Visitaram TRÊS VEZES mais o FCP que o Benfica!!!
E quase o DOBRO do Sporting.
30 vezes é uma por jornada!

Ora aqui está um belo exemplo de como há igualdade para todos no futebol. Menos para o FC Porto...

Será que não podemos “adivinhar” que possam haver 3 vezes mais escutas telefónicas ao FC Porto?

Ou podemos concluir que há períodos em que os outros podem dopar-se, ou telefonar, à vontade (por exemplo para subornar árbitros)?

É que tendo sido um vermelho apanhado dopado… parece que alguém se terá esquecido de telefonar a avisar da visita… ou a escolher os jogadores que não se tinham dopado naquela semana…

E não percebo como não encontraram ninguém dopado no FC Porto…
Então nós não somos uns maus?!?!

Para esta época proponho que façam controlo ao FCP todos os dias, e a todos os jogadores.
E se ao fim de umas 150 visitas não encontrarem nada, que mudem de surpresa as substâncias proibidas de modo a que se consiga pelo menos um controlo positivo.
Ou então que comecem a incluir nos controlos as pessoas que estão a assistir aos treinos...




Perseguição?!,Não,nempensar...

BRUNO ROCHA disse...

Eu nao vi bem o jogo..isto de apenbar ter um fedelho em casa tb custa...Melhor o Resultado que a exibiçao...vejo todos de Agua na boca e a salivar por este ser um bom Porto..mas para mim continuo ..isto a serio é bem diferente e para mim agua na bocva agora dor de cabeça e vergonha em breve..esperempor 11 de Agosto..isto de ganhar na pre-epoca nao tem nada de bom.Não foi o teste que esperava por parte do boavista(mto frakinho).
Abraço fico a espera do torneio de roterdao.