27 de abril de 2008

Os Campeões são assim...

Bwin Liga, 28.ª jornada

Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães

Hora: 18:00
Árbitro: Paulo Costa (Porto)

Guimarães, 0 - Porto, 5
[bruno alves, quaresma(2), farias, adriano]

FC PORTO: Helton, Fucile, Stepanov, Bruno Alves e Lino; Paulo Assunção, Bolatti e Raul Meireles; Mariano, Quaresma e Lisandro
Suplentes: Nuno, João Paulo, Pedro Emanuel, Kazmierczak, Adriano, Farías e Hélder Barbosa
Treinador: Jesualdo Ferreira

...respeitam a camisola que envergam. São profissionais. Orgulham-se do Dragão que trazem ao peito. E não fogem ao ADN, onde está escrito a vontade indómita de vencer. Sempre...

O Guimarães teve azar. Todos têm. Hoje foi a vez deles. Não sei se reconfortados pelos mesquinhos que habitam neste cantinho à beira mar plantado, os jogadores vimaranenses poderiam pressupor que o jogo seria fácil. Até, vejam bem, nem jogava o Lucho. Nem o Tarik. Ou o Bosingwa.

Os raivosos de serviço nos me[r]dia escreviam, frustrados, contra este aparente alheamento de Jesualdo na questão da luta pelo 2º lugar. Os pobres de espírito teciam conjecturas mirabolantes, mais parecendo verdadeiras paranóias de conspiração...

Só que ninguém, aparentemente, contou com o mais óbvio. Informar o convidado disso tudo. E o convidado fez aquilo que, em 99% dos casos, faz. Jogou para ganhar. Fê-lo justamente. Com qualidade. Sem grandes sobressaltos. E o País respirou de alívio.

Momento burlesco 1: Um País inteiro, parado à hora do jogo, fervorosamente ansiando pela vitória da equipa de azul e branco. Quase que chegou a ser comovente...

Momento burlesco 2: Está escrito, na edição online do Record:
"62' - Lance polémico na área do FC Porto: os jogadores e adeptos vimaranenses reclamam a marcação de um penálti por mão na bola de Bolatti. O jogador argentino parece, efectivamente, ter desviado a trajectória da bola, mas Paulo Costa nada assinalou."

O lance, de fácil percepção: Cruzamento da direita, o argentino do Porto a saltar, procurando estorvar a acção, com as mãos visivelmente atrás das costas. A cabeça virada para o lado oposto aquele onde se encontrava o autor do cruzamento. A bola a bater casualmente na mão de Bolatti. E, a não ser que o louro compatriota de Lucho e Lisandro possua um sentido extrasensorial que lhe permitisse ver o que se passa nas suas costas, o lance foi bem analisado pela arbitragem. Mas é bom sabermos que existem coisas imutáveis. Como o ódio da escumalha que escreve nesse pasquim...

Não escrevo mais nada. E até podia. Muito para escrever. Mas não. Sinto-me pesaroso. Bastante. E não, não queria que o Porto vencesse. Isso que fique bem frisado. Mas, por outro lado, gostei. Da bofetada de luva branca. Dada por Jesualdo e sus muchachos. Doeu, não doeu?

9 comentários:

Bruno Pinto disse...

Esta goleada deve ter doído a este país da treta!! Ficou tudo caladinho!!!

Paulo Pereira disse...

Bruno,

Sejas bem aparecido:)

E, como sempre, acertaste na mouche! Foi uma valente bofetada à escumalha que punha em causa o profissionalismo do Porto...

Os campeões são assim. Pelo menos os que nascem na Invicta!

carlos farias disse...

Tirando o FCP o resto na champions é so fiasco, o Sporting nunca passa a fase de grupos(a anos que isso acontece) o Recreativo da Luz fica no 3º lugar e vai á UEFA onde é eliminado por uma equipa que ha 5 anos estava na 4ª divisão espanhola, são a vergonha deste país.......

ricardo pinto disse...

Pronto, ficaram contentes? Aqueles que passaram a semana a levantar suspeitas não entendem que é precisamente o nosso carácter que nos torna grandes! Força FCP!

Anónimo disse...

Verdadeiramente gigantesco o banho de humildade que Manuel Cajuda levou neste desafio. O FCPorto meritório e inquestionável campeão, mostrou totalmente as imensas limitações deste V.Guimarães...

AZUL DRAGÃO disse...

Sobra ao F.C.Porto a classe que falta a muitos !

O F.C.PORTO não precisa de lições de "fair-play" e "transparência" de ninguém !

Só isso !


Um abraço

dragao vila pouca disse...

F.C.Porto campeão da seriedade e do profissionalismo.
Grande 2ª parte e resultado esmagador e que até podia ser mais dilatado.
Hoje até podiamos vencer com todos os golos irregulares que ninguém se incomodava.
Algumas figuras de 5ª categoria devem estar nesta altura a olhar para o espelho e a dizerem: " que ridículo que eu sou"

Um abraço

Dragaopentacampeao disse...

Eu como nem a feijões gosto de perder, naturalmente que esperava a vitória do FC Porto, apesar das poupanças de Jesualdo, com as quais estou 100% de acordo.

Não temos que fazer favores a ninguém.

O Guimarães demonstrou ainda não possuir estofo para a Champions mas gostava que terminassem no 2º lugar.

Nicolau d'Almeida disse...

Em qualquer campo é sempre para vencer. Sempre. Jamais iria torcer por um derrota ou empate do Porto só para prejudicar os rivais lisboetas. Para mim, Guimarães é tão rival do Porto como os dois de Lisboa. Assim, soube-me imensamente bem vencer num estádio que não via serem marcados 5 golos pelo visitante desde 1960!

Orgulhosamente Porto! Como refere o amigo Vila Pouca no seu blogue, o futebol português devia ter orgulho neste Porto. Pena que todos nos detestem, com o Guimarães naturalmente incluído no lote. Jamais torceria por eles.

Cumprimentos.