3 de outubro de 2007

Sofrer para ser feliz

competição: champions league
data: 03.10.07
resultado: besiktas, 0-porto, 1
marcador: quaresma (92')

Épico. Tremendo. Sofrido. E podia continuar por aqui fora, indefinidamente. Não foi bonito, mas já se sabia de antemão que seria assim, no inferno de Constantinopla. Num ambiente feérico, os Dragões sofreram. Eles - os jogadores - lá. Nós - os adeptos - cá. Como um clã. Uno, indiviso, pese a distância. São assim as jornadas da Champions. A mais elitista prova de clubes do velho continente. E, por isso, tem um sabor especial. Cada minuto, cada lance, cada pormenor. Retido na memória, para mais tarde, racionalmente, se degustar.

E razão é o que me falta, neste momento. Euforia a rodos. Berros horripilantes, numa comemoração mais parecida com uma qualquer dança tribal. Como disse, não vi o jogo como adepto de futebol. Vi-o como sofredor convicto do Porto. E isso faz toda a diferença. Não me importei pela pouca espectacularidade. Nem tão pouco pelo fraco cometimento ofensivo. O Porto sabia ao que ía. E foi novamente de fato-macaco vestido. Disposto a trabalhar. A esforçar-se. A sofrer. A palavra de ordem era mesmo essa...

Fazendo como nos comandos dos dvd's, carrego no fast-forward e passamos o filme todo à frente. Até aqueles minutos finais. Dignos de um bom filme de suspense. O jogo, como estava, fez-me recordar um trapezista, daqueles que enfrentam a morte, pendurados num fino cabo de aço, a dezenas de metros de altura. Era assim que estava o jogo. Frenético, podendo cair para qualquer lado. E eu, numa sucessão de emoções, parecia possuído por uma qualquer bipolaridade emotiva. Tanto refreava os ímpetos de Bosingwa, satisfeito com o parco pecúlio - um ponto nem era mau - , como rapidamente incitava Quaresma para a baliza adversária. Num segundo, achava que mais um ponto, junto do amealhado frente ao Liverpool, seria um prémio para o estoicismo. No segundo a seguir, vendo os espaços convidativos junto da área dos turcos, murmurava preces por um golo salvador. E ele esteve tão perto. Da nossa baliza, é verdade, mas da deles também, com oportunidades desperdiçadas a aumentarem o ritmo cardíaco a limites quase insuportáveis.

Estava tão perto. Primeiro Quaresma, a desperdiçar um cruzamento açucarado do supersónico Bosingwa, apenas com o guarda-redes pela frente. Depois Adriano, substituindo o esgotado Lisandro, a falhar clamorosamente a oferta de Cech, num cruzamento teleguiado para a cabeça do brasileiro. Adriano ainda reincidiu nos desperdícios, já à beirinha do fim. Até que...

A explosão de alegria, numa cavalgada no contra-ataque, com a bola, depois de circular por vários portistas, a encontrar o ciganito. E ele, olhos nos olhos, ainda pareceu titubear, não acertando em cheio no esférico. O suficiente. Apenas isso. E como a alegria está dependente destas pequenas coisas. Entrou. E foi o delírio...

ps: Desculpa lá Tomás, os gritos do papá. Eu sei que te acordei, nesse sono pesado dos 15 meses, mas existem alegrias que têm que ser bradadas. Incontidas. Um dia vais perceber. Prometo.

16 comentários:

ricardo oliveira disse...

Impecavel ... ja era altura de termos a sorte de marcar nos descontos, como os outros têm tido! Parabens .... má exibição? Prefiro bons resultados e ganhar pontos; do que boas exibições e perda de pontos! Mas pontos para o Ranking ... aos tais que se dizem que acumulam muitos pontos para o rankind, graças a equipa deles, esta-se mesmo a ver! Talvez retornem à tradição: 3 ou mais treinadores por epoca! FCP4EVER!!

bruno sousa disse...

Paulo, felicidade suprema. Não gostei do jogo do Porto, demasiado calculista, sem grandes rasgos, mas o golo compensa todo o sofrimento. Sorte imensa, marcar naquela hora. Gooooloooooo!

AZUL DRAGÃO disse...

Até o choro do Tomás era de alegria.
Podes crer !

BRUNO ROCHA disse...

Hoje Nao vou postar nada sobre o jogo porque o meu amigo Paulo trouxe tudo aquilo que penso deste jogo...Fui vendo o jogo a espaços em conjunto com o Zaping Benfiquista...Confirmei pelo Resumo da Rtp tudo aquilo que dizem sobre aquilo que foi esta jornada epica...Para além da sorte, vou referenciar 2 aspectos que me parecem ser importantes:

1º Jesualdo, a equipa mostrou-lhe que afinal ele pode acreditar e decidir melhor e sem duvida ele ganhou este jogo com sorte mas so porque esta protege os audazes e hoje a vitoria teve dedo do Mister.Conseguiu mexer bem na ekipa , fomos mais fortes com o 4*4*2 que preconiza para a Europa(Eu havia dito k me xeirava a ese sistema para istambul), e fomos bem mais fortes nesse sistema..Depois porque serenizou a ekipa apos o intervalo e fez subir Lucho e as linhas para uma pressao bem mais acima do nosso meio campo..L.lima na equipa desta vez deu um ar da sua graça...

2º Helton, tenho para mim que ainda esta epoca nao tinha estado ao seu nivel..bem sei k a lesao e o regresso fora de tempo ao estagio foram situaçoes que descuram a sua forama fisica, mas mesmo no sabado nao tinha gostado da sua tremideira, ontem foi um baluarte, dando a sua defensiva tudo o k precisava pra se sentir solida..Foi grande o seu contributo e la esta uma vez mais o k venho dizendo a cada jogo a nossa força colectiva da a conhecer as individualidades necessarias a resoluçao, desta feita foi Helton o garante da baliza inviolada com Quaresma a decidir mesmo sem grande magia..

Em suma vitoria suada e sofrida, com "sorte" nos momentos certos, mas tambem a mostrar akilo k sempre escrevo é nestas alturas k se ve a fibra do Dragão e nesta 4 feira ninguem os pode acusar de nada...

Ps. Oh Paulo o Tomas a essa hora ja dormia(Sorte a tua)!!!!...Olha que o Vix nem por isso de tão nervoso que estava por nao marcar-mos...EEEHEHEHE

Anónimo disse...

Amei akeles instantes finais:
-O GoLo
-Os festejos
-O final do jogo com os jogadores a abraçarem-se,nao c um abraço kualker, mas como uma ekipa

ps:nao jogamos maravilhosamente,é certo, mas fmos Guerreiros...

lucho disse...

O Tomás um dia vai-te agradecer, sem dúvida. Gritos destes, de alegria suprema fazem-nos bem, olha hj a minha avó veio-me dizer para ter cuidado q lhe foram contar q eu ontem quase explodia no golo do POrto. Eu disse-lhe para ficar descansada pq explosões daquelas quero eu muitas. Sofremos, é verdade, mas amar este clube é diferente, só nós é q sabemos. Abraço.

josé manuel gouveia disse...

Será que foi de propósito?? a imprensa portuguesa esqueceu se de referir o penalty cometido por stepanov, num lance com a mão idêntico ao de tonel na supertaça....

Paulo Pereira disse...

Eh eh eh eh! Ó José, já cá faltava aparecer o cromo do costume. Não sei a que lance se refere, mas sinto aí uma certa azia, daquelas que duram...e duram...e duram....e duram...
Não me diga que anda Shakhteado com alguma coisa?

Kompensanzito para ajudar, homem!

menphis_child disse...

Que sooooorrrrteee...mas conseguimos ,conseguimos, que união no final todos aos abraços...depois de só dar os vermelhos antes do jogo,agora até dão as entrevistas deles, é uma vergonha, o jogo acaba mas estão sempre mortinhos em falar deles as nós é que elevamos o nome deste país acima..obrigado ciganito ( hoje tinha fé em ti )e obrigado Shaktar.

pato donale disse...

Quando era o Mourinho era uma grande equipa que sabia defender, sofrer, e marcar na unica ocasiao que tinha (Manchester, Pana,...e outras)

Quando é o a equipa do Jesualdo...é sorte! Da pena...

Quero ver quantas equipas vao ganhar contra estas sanguessugas turcas!Defendemos espectacularemente bem, lutaram, deram tudo pelo clube e souberam ser eficazes...

O Porto, jogadores e treinador, estao de parabens! 18/18 e 4/6...mas é claro nao é o Mourinho!

Se querem so espectaculo ha um circo para os lados da Luz!!!

Abraço portista...
http://flthedragon.blogspot.com/

luis disse...

A equipa pode dar muito mais, especialmente jogadores como Quaresma, Bosingwa e Raul Meireles que estiveram muito desastrados (na recepção, no passe, no cruzamento, a finalizar) para já não falar em Tarik que neste jogo esteve uma nulidade e devia ter sido substituído logo à 1/2 hora de jogo. Mas o que é facto é que o FCP ganhou pela 1ª vez na Turquia e no tempo de Mourinho qualquer coisa que o Porto fizesse de extraordinária era supersalientada e louvada pelos adeptos, agora também têm que dar algum valor a esta vitória extraordinária. Não pode continuar a ser "com Mourinho era tudo fantástico e com Jesualdo Ferreira é tudo uma merda". O Mourinho também perdia jogos e títulos (taça de Portugal, supertaça europeia). Com Jesualdo o FCP ganhou 3 dos 5 jogos que fez fora na CL, algum mérito tem que ter a não ser que se ache que ele tinha a obrigação de ganhar fora 5/5 coisa que nenhum treinador consegue em circunstâncias normais. Helton mostrou que é ele o titular, não é justo muitos continuarem a utilizar contra ele o frango do Chelsea, não há GR nenhum que nunca tenha dado frangos. Stepanov continuou a mostrar que é a opção natural para jogar ao lado de Bruno Alves.
Os próximos jogos com o Marselha vão ser ainda mais fundamentais para o Porto do que já se previa dado o excelente e surpreendente desempenho do Marselha até ao momento. Apesar do Marselha ter feito 6 pontos até agora, penso que vai ser a equipa com quem o Porto se vai dar melhor e o facto de tudo lhes ter corrido excepcionalmente até agora até pode funcionar a favor do Porto, tal como aconteceu na época passada com o CSKA de Moscovo que também estava muito moralizado e a quem fomos ganhar lá em Moscovo. De qualquer maneira para as portas da passagem à fase seguinte se escancararem o FCP vai ter de ganhar 1 jogo e empatar o outro pelo menos. Não vejo motivos para não se continuar a ter confiança na obtenção deste objectivo.

luis disse...

Esqueci-me de falar na saborosíssima derrota do slbêzito. Sim, não sou hipócrita, soube-me quase tão bem como a vitória do Porto. Era só o que faltava ter de torcer por um clube cujo presidente manobra nos bastidores para atirar com o FCP para a 2ª divisão. E cujos adeptos acham que o Porto ganha sempre à custa dos árbitros. Não estava lá o Duarte Gomes, que embrulhem mais uma derrota que por ser para quem é até foi pouco.

Bruno Pinto disse...

Paulo, não gostei do jogo e confesso que passei a segunda parte a dizer mal do Jesualdo, das substituições que fez e da falta de ambição da equipa. O FC Porto pareceu contentar-se a certa altura com o empate e, com a vitória do Marselha em Liverpool, vi as coisas mal paradas. Felizmente, desta vez, tivemos alguma sorte e aquele golo caiu-nos do céu. Valeu pela vitória e, mesmo não deslumbrando, continuamos com uma impressionante série de bons resultados, exceptuando Fátima, lógico!

PS: o Stepanov é mesmo aquilo que eu pensava, este não engana!

Abraço.

soren disse...

Os primeiros 70 minutos foi do pior que ja vi o Porto fazer na Europa nos ultimos 20 anos. Sim a culpa é toda do treinador.

O Bosingwa vai ganhar o prémio 'Individualista do ano'. Esta a bater o Quaresma aos pontos.
Mao do treinador? Nem ve-la.

Um jogador a menos, como disse o Louro e um sofrimento evitavel.
Jesualdo deu deliberadamente o dominio do jogo ao adversario e pior do que isso nunca teve o controlo do jogo.

So temos este pseudo 4-3-3, para jogar em contra-ataque apoiado, mais nada.

Uma miseria.
O que valeu foi o talento do Quaresma e do Lucho, a galhardia do Lisandro e uma exibiçao enorme do Bruno Alves.

Temos alguns jogadores que decidem jogos mas falta um 10 explosivo que pegue no jogo e faça o Porto 'ter bola'. Mas sera que Jesualdo o quer?

Mais uma exibiçao mediocre, com muita, muita sorte e, mais um grande resultado.
Que a sorte continue connosco.

pato donale disse...

Se foi sorte, se não gostaram, se o Porto do Jesualdo não presta...então continuem chateados! Porque eu por mim...estou encantando com aquela vitoria!!!

Isso de clubes "grandes", clubes "pequenos" é treta de benfiquista, de scolari's & co...no futebol é 11 contra 11!O Besiktas é uma equipa dificil de bater...sobretudo em casa...mas pronto! A champ's é isto mesmo, lutar, sofrer, e ganhar nos detalhes em cada jogo...Milão perde com Celtic, Olympiakos ganha em Bremen, Arsenal ganha (com sorte) em Bucareste por 1-0, Rangers ganha em Lyon(0-3)...e o Porto ganha em Istambul...onde estao as equipas pequenas?Isto é futebol...circo, show é na luz!!!

O Jesualdo não vale nem de longe o Mourinho! Certo! Mas Mourinhos nao ha dois, por isso continuem a rezar par encontrar outro, que eu continua a dar apoio a quem tenta dar o maximo pelo Porto!!! E é o que o Jesualdo tem feito...com as suas capacidades, erros, etc...esta a lutar para dar ao porto a unica coisa que interessa...GANHAR!

Errou em quem ontem? O Tarik? Jogou menos bem é claro mas lutou e se tem feito um grande jogo (como ja aconteceu este ano) ninguem questionava...se tem tirando o Tarik ao intervalo...era "porquê tirar o tarik?"!

A equipa deu tudo e so nao vê quem nao quer ver...ou quem pensa que os turcos jogam futebol ha 8 dias!

Claro que nao gostei de Fatima, de algumas exibiçoes...e criticar é positivo...agora bater sempre no ceguinho mete nojo!

PC disse...

Concordo com o pato donale. É verdade que o Porto na primeira parte jogou mal, mas na segunda jogou melhor, criou oportunidades e teve, durante a maior parte do segundo tempo, o domínio do jogo. A prova é que o Besiktas passou a jogar quase só em contra-ataque. Feito o resumo do jogo, o Besiktas teve 4 oportunidades flagrantes contra 3 do Porto. O Porto aproveitou uma dessas oportunidades e ganhou o jogo. Com sorte? Está bem. Mas antes ganhar com sorte do que o fado de perder sempre com muito azar... Cada vez mais o que distingue as grandes equipas não é o número de oportunidades que criam mas a taxa de aproveitamento. Lembram-se de como o Manchester ganhou em Alvalade? Pois, foi muito azar, mas eu quase que aposto que se os ingleses lá jogassem amanhã, voltariam a ganhar com muita sorte... Querem outro exemplo? Benfica-Shakhtar. Remates do Benfica: um à barra, 7 à baliza e 14 ao lado. Remates do Shakhtar: 3 à baliza e 7 ao lado. Posse de bola: Benfica 53%, Shakhtar 47%. Resultado? 0-1 para os ucranianos. Mais um caso de grande azar...