13 de outubro de 2007

Fim de semana sensaborão

Fim-de-semana sensaborão, sem futebol. Sim, eu sei que podem argumentar que vai jogar a Selecção. Uau, quase que nem consigo conter o entusiasmo pela espera desse grande jogo contra o Azerbeijão. Podem por o meu nacionalismo em causa, mas confesso que não vou perder 90 minutos do meu precioso tempo a ver tal jogo. Prefiro ficar no sofá a ler, a ver uma série, a brincar com os catraios. Tudo, menos isso, apesar do bónus da não presença do pugilista-mor no banco.

Enfadonho, um fim-de-semana assim. Falta aquela adrenalina do futebol a sério, dos nervos à flor da pele, da ansiedade pelo final do jogo, quando a vitória está do nosso lado, dos casos, dos erros de arbitragem, da conversa fiada dos pseudo-guardiões da verdade impoluta.

Quanto a esse último ponto, causa-me alguma estranheza a completa e total ausência de polémica pelo Leiria/Benfica. E não, não me estou a referir ao penalty claro sonegado aos leirienses, cometido pelo Luisão, e que comprova a tese do vice-presidente benfiquista de que o campo estava mesmo inclinado. Esperava apenas um tratamento na imprensa idêntico ao prestado, semanas antes, quando o Porto visitou o mesmo estádio. Não sei se estão lembrados...

Os leirienses, qual grupo excursionista, apelava publicamente à simpatia nacional, pois tinham disputado um intenso jogo da Taça Intertoto e eram obrigados, vejam lá, a jogar 72 horas depois pelos malvados da Invicta. Caiu o Carmo e a Trindade. Artigos de opinião dos suspeitos do costume, criticando acidamente a falta de patriotismo dos Dragões por não quererem adiar mais 24 horas o jogo. Fez-se, durante esse período, tábua rasa dos argumentos lógicos, racionais e objectivos apresentados pelos azuis e brancos. Mas nada servia para aplacar a ira de escribas furiosos perante tal falta de desportivismo.

Não interessa estar aqui a enumerar os argumentos favoráveis ao Porto, situação já anteriormente dissecada. Bastaria saber-se que o Porto se limitou a seguir o regulamento, que fala de 72 horas de descanso obrigatórias entre os jogos. E foi isso que existiu...

Espantoso é o silêncio sepulcral que se instalou neste País, quando situação similar, em tudo idêntica à dos Dragões, acontece pouco tempo depois. Recordemos só estes dois horários:

- Leiria/Bayer Leverkusen, disputado no dia 4 de Outubro, às 21.15;
- Leiria/Benfica, disputado no dia 7 de Outubro, às 19.15;

70 horas de diferença. 70! Artigos de opinião nos pasquins do costume? Nem vê-los! Acusações de falta de desportivismos aos benfiquistas? Não existem! Lamentações públicas de jogadores e dirigentes do clube de Leiria? Mudos e quedos!

Incrível, mas esta "gente" consegue subverter toda e qualquer coerência, apenas e só para debitarem o seu ódio de estimação contra o Porto. Imparcialidade? Sim senhor, mas desde que se possa desvirtuar para atacar os Dragões. Ética e deontologia profissional? Que palavrões são esses? Triste País este em que vivemos...

ps: O Leiria, que pelos vistos agora, contra as águias, não se preocupou com o cansaço acumulado na ronda europeia, já teve o castigo merecido: guia de marcha da UEFA, que as provas europeias, a partir desta fase, não são para diletantes. Os outros vão pelo mesmo caminho, no habitual "prestígio" de que gozam além fronteiras: 0 pontos em 2 jogos!

4 comentários:

amorim disse...

Este texto � mais um exemplo que o tratamento dado ao FCPorto, � de longe o mais negativo na imprensa portuguesa, tambem neste aspecto, pode parecer n�o ter nada a ver mas mais valor tem o servi�o prestado ao FCPorto, pelo Prof Jesualdo, neste tempo de ca�a �s bruxas...

� nestas "pequenas coisinhas" que se entende bem o futebol portugu�s...

amorim disse...

Quanto á nossa seleção, desde q lá está, o funcionário publico mais bem pago q o governo todo junto, deixei de sofrer como sofria a vê-la jogar.Tem lá qualquer coisa q me incomoda verdadeiramento o espírito...

bruno tribbiani disse...

Concordo com tudo o que dizes! Quanto ao fim.de.semana.. sem futebol.. quase não faz sentido! E não considero futebol os directos da sic notícias ao brasileiro a perguntar se o simão está apto ou não! Nem jogos contra a Arménia! Digo FUTEBOL!!

Quanto ao 3º classificado.. oh pa.. Não lhes podemos acusar de falta de patriotismo.. eles SÃO Portugal!! Eles é que ditam as leis do futebol.. os jornais dizem o que eles querem.. as televisões enaltecem a sua grande vitória contra esses colosso europeu que o é o leiria.. mesmo quando são escandalosamente roubados!! (apesar de, por exemplo, o tribunal d'O Jogo, ver o penalty do Luisão ao João Paulo) isto após o jogo da amadora e o derby de marrocos!! enfim.. o costume!

http://orgulhotripeiro.blogspot.com/

JL_72 disse...

João Bartolomeu, presidente da SAD do Leiria, não compreende as críticas do "vice" do Benfica, Rui Cunha, ao trabalho do árbitro João Ferreira no final do jogo de domingo. "Ele devia estar a olhar para o castelo, que é muito bonito...", ironizou o dirigente, que acrescentou: "Quando estava 1-1, tivemos um lance de penálti. Se fosse marcado e a bola entrasse poderia mudar o rumo do jogo." Para Bartolomeu, se o campo estava inclinado, como acusou o mesmo dirigente, foi no dia em que o Leiria jogou na Luz para a Taça. "Nessa altura, não falou." O dirigente recordou outro episódio, que deu o título às águias (2004/05). "Estávamos a ganhar 1-0. O mesmo árbitro, já nos descontos, arranjou um livre que deu o empate e permitiu que o Benfica fosse campeão."